Mercenários políticos do MBL estariam por trás de “Fake News” que difamou Marielle Franco ?

Resultado de imagem para mbl

Investigação do jornal “O Globo” em conjunto com o Laboratório de Estudos sobre Imagem e Cibercultura (Labic) da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), desvendou a origem das “Fake News” que tentaram assassinar a reputação da vereadora Marielle Franco, covardemente, após ela ter sido morta, tudo indica, pela milícia carioca.

O site propagador das mentiras foi o “Ceticismo Político”, ligado ao MBL, movimento de mercenários políticos que se juntam sempre à melhor “proposta”.

Como de costume nestes sites bandidos, o nome do administrador, Luciano Henrique Ayan, é fajuto.

Procurado por “O Globo”, o MBL negou relação com a personalidade, mas interações em mídia social revelaram a proximidade.

O “fake” Ayan registrou, em 2017, o domínio ceticismopolitico.org, na Dinamarca, utilizando-se de mecanismos que impedem a revelação de seu nome verdadeiro.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Esta entrada foi publicada em Sem-categoria. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

3 respostas para Mercenários políticos do MBL estariam por trás de “Fake News” que difamou Marielle Franco ?

  1. Você acredita nisso ? Sério ? Que 1/2 dúzia de moleques tem mais poder que os fatos? Por acaso cadê mais assunto sobre quem matou a moça? Cri cri cri (grilo)

  2. Ué, Paulinho!? Por que você não coloca a resposta dos acusados? Você como jornalista tem o dever de ser imparcial.

  3. Paulinho cuidado voce esta caindo em uma fake news do grupo globo.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.