Corinthians é condenado a ressarcir advogado enganado pelo golpe “Apito Promocional”

Em 2012, o “midas” Luis Paulo Rosenberg trouxe ao Corinthians o patrocínio “master” da então desconhecida “Apito Promocional”, que prometia mundos e fundos através de sorteios ao consumidor que nunca foram realizados.

Poucos meses após arrecadar com a venda de cupons fajutos e figurar na camisa do Timão, a empresa fechou as portas e desapareceu, sem nada pagar por nenhum dos acordos.

O prejuízo para o Corinthians, de imagem e financeiro, nunca foi ressarcido.

Na última segunda-feira (12), o advogado José Batista Bueno, um dos lesados (comprou 250 cupons) venceu ação contra o clube e a Apito Promocional, e será ressarcido pelos prejuízos:

Diz trecho da sentença:

“JULGO PARCIALMENTE PROCEDENTE a ação com relação aos requeridos Apito União Promocional Ltda. e Sport Club Corinthians Paulista, para o exato fim de condená-los ao ressarcimento dos valores que foram despendidos pelo autor para aquisição dos 250 cupons promocionais descritos na inicial, com atualização monetária mediante aplicação da Tabela Prática do Tribunal de Justiça, a partir do desembolso, e juros de mora de 1,0% ao mês, a partir da citação.”

Levando-se em consideração que somente o Corinthians poderá ser encontrado para cobrança, fica claro para quem vai sobrar o problema, este, apenas um, entre dezenas de ações que ainda serão resolvidas, pelo mesmo caso, na Justiça.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Esta entrada foi publicada em Sem-categoria. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.