Advertisements
Anúncios

Provas de como Ângelo Pimentel e conselheiros do Cruzeiro agem para ocultar bens e valores de origem controversa

Ângelo Pimentel e Fred, por quem o Cruzeiro terá que pagar R$ 10 milhões ao Galo

Sócio dos negócios realizados no departamento de futebol do Cruzeiro, o agente de jogadores Ângelo Pimentel costuma diversificar o destino do dinheiro que, nem sempre, pode ter origem comprovada.

Por conta disso, vez por outra, tem se envolvido em confusão.

Pimentel vendeu uma casa, localizada em condomínio fechado, na cidade de Lagoa Santa/MG, para a empresa EPM Empreendimentos, de propriedade do Sr. Euler Nogueira Mendes, investigado pela “Operação Lava-Jato” por suspeita de ocultar dinheiro, supostamente de propina da JBS, endereçado ao senador Aécio Neves, ambos conselheiros natos do Cruzeiro Esporte Clube.

A transação do imóvel se deu em 2011, período em que Ângelo “intermediou” empréstimo milionário do BMG – o banco do Mensalão, para o Corinthians.

O empresário, valendo-se da “proximidade” com Hyssa Moises, executivo da instituição bancária, recebeu gorda comissão em nome de sua empresa (CDR Consultoria Esportiva) pela viabilização do acordo com o Timão.

Hyssa Moises

À época o Blog do Paulinho noticiou a operação, bem estranha, levando-se em consideração os valores de juros, acima do mercado, em que, segundo conversas gravadas, parte dos valores, recebidos pelo agente teria sido destinado à conta do olheiro Mauro “Van Basten”, intocável home de confiança do deputado federal Andres Sanches.

Ângelo também fez bons negócios no Cruzeiro, em 2011, último ano da gestão do então Presidente Zezé Perrella que entregou o bastão, no início de 2012, a Gilvan de Pinho Tavares.

Voltando à questão da venda do imóvel, o comprador, além dos problemas citados acima, com a Polícia Federal e a ligação com Aécio Neves, durante anos exerceu a função de contador dos Perrelas, além de ter sido auditor do Cruzeiro, relação esta também investigada, em 2004, quando de ação promovida pelo MP sobre o incomprovável acúmulo financeiro de Zezé e Alvimar Perrela.

Faz-se necessário, diante das provas e evidências (abaixo os documentos) – inclusive indícios de crimes financeiros, que os órgãos de investigação da sociedade, verifiquem se, nestas transações, todos os valores declarados, de fato, correspondem aos efetivamente transacionados.

Aos conselheiros, associados e torcedores do Cruzeiro fica a prova, inequívoca, da promiscuidade de comandantes notórios do clube com um agente de jogadores que urina de porta aberta na Toca da Raposa.


ESCRITURA 1

Venda da casa, registrada em 19/08/2011, por MARCIO MARCELO OLIVEIRA DE LARA RESENDE para ANGELO ANTÔNIO PIMENTEL pelo valor de R$ 750 mil.

No documento fica mencionado que o pagamento foi feito em parcelas R$ 10 mil (entrada), em 22/03/2007, R$ 590 mil, em 04/04/2007 e R$ 150 mil, em 21/05/2007 .

ESCRITURA BETIM 1


ESCRITURA 2 

Este documento foi registrado em 19/08/2011 (NO MESMO DIA DA ESCRITURA 1, DOCUMENTO SEQUENCIAL LIVRO E FOLHA).

Ângelo vende imóvel para a empresa MOURÃO PARTICIPAÇÕES E SERVIÇOS DE INTERMEDIAÇÃO DE NEGÓCIOS LTDA por valor R$ 50 mil mais barato do que a compra (R$ 700 mil).

Convenientemente é inserida cláusula de retrovenda pelo prazo de 6 meses pelo valor de R$ 750.000,00.

Estranhamente, o comprador dispensou Ângelo Pimentel de APRESENTAR AS CERTIDÕES NEGATIVAS.

ESCRITURA BETIM 2


ESCRITURA 3

Registrada em 16/09/2011, com atualização do valor da venda da ESCRITURA 1  para R$ 1.362.670,40, correspondente à avaliação da Prefeitura de Lagoa Santa.

ESCRITURA BETIM 3


ESCRITURA 4 

Registrada em 11/10/2011, atualizando o valor da venda da ESCRITURA 2 para R$ 1.362.670,40.

Desta feita foram apresentadas certidões cíveis POSITIVAS, da Justiça Estadual e Federal, em nome de Ângelo Pimentel.

ESCRITURA BETIM 4


ESCRITURA 5

Registrada em 07/12/2011. com distrato da venda, ou seja, o imóvel voltou para as mãos de Ângelo Pimentel, com cancelamento da ESCRITURA 2.

ESCRITURA BETIM 5


ESCRITURA 6

Registrada em 07/12/2011, com Pimentel vendendo, novamente, o mesmo imóvel para o mesmo comprador MOURÃO PARTICIPAÇÕES, que aceitou a transação mesmo diante da apresentação de várias certidões positivas do vendedor.

Ou seja, Ângelo Pimentel comprou o imóvel em 19/08/2011, vendeu o bem para a MOURÃO Participações, no mesmo dia, desfez a venda em 07/12/2011 e tornou a vendê-lo, logo depois.

ESCRITURA BETIM 6


ESCRITURA 7

Registrada em 19/12/2013, com a MOURÃO Participaçõesvende o imóvel para EPM EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS.

Estranhamente, mesmo sem, oficialmente, ser proprietário do imóvel e com clausula de retrovenda vencida há mais de um ano, Ângelo Pimentel compareceu ao cartório e anuiu na venda.


O malabarismo de Ângelo Pimentel para ocultação da propriedade do imóvel e a aparente manobra para dissimulação de valores, com indícios de “Lavagem de Dinheiro” parecem evidentes, agravando-se, ainda mais, por conta da imensa fila de credores, alguns com causas ganhas, que há tempos procuram meios de serem ressarcidos de seus calotes.

Receita Federal, Justiça de Minas Gerais e demais órgãos competentes, não podem fechar os olhos para as irregularidades, assim como os cruzeirenses, com relação aos perigos de deixar o clube ser gerido, mesmo que informalmente, por gente com esse tipo de comportamento.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: