Não impugnação de Eduardo “Gaguinho” Ferreira no Corinthians surpreende

Andres Sanches e Eduardo Gaguinho

A Comissão Eleitoral do Corinthians surpreendeu ao deixar de punir, com impugnação de candidatura, ao ex-diretor de futebol Eduardo “Gaguinho” Ferreira, confesso recebedor do cheque de R$ 200 mil oriundo do agente de jogadores Carlos Leite para compra de votos no Parque São Jorge.

Sua atuação foi muito mais grave do que a do diretor administrativo Eduardo Caggiano, que foi impedido de disputar as eleições.

Ambos, por razões evidentes, atuaram no episódio para favorecer o candidato à presidência Andres Sanches, a quem são ligados e submissos, assim como, depois de descobertos, assumiram pelo deputado a culpa pela falcatrua.

Se Andres Sanches livrou-se porque, tecnicamente, apesar das enormes evidências, a Comissão entendeu que não havia provas que o incriminassem, no caso de “Gaguinho”, os próprios julgadores disseram que ele poderia participar do pleito:

“(…) não obstante as irregularidades por ele praticadas”

O caso foi jogado para o Conselho de Ética, local em que costuma-se servir deliciosas pizzas, mas, em sendo eleito conselheiro, Ferreira, da chapa “Preto no Branco”, seguirá, mesmo desmoralizado, empesteando o ambiente com sua absoluta falta de decência – confessada !, à serviço do deputado federal indiciado, criminalmente, em seis ações no STF, além de investigado pela Operação Lava-Jato, sob acusação de roubar, justamente, o Corinthians.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.