Morumbi ou esgoto a céu aberto ?

O torcedor do São Paulo, que ontem retornou ao Morumbi após 48 dias de saudades, não ficou nervoso apenas com a má-produção da equipe, que, na estréia de Diego Souza, empatou com o modesto Novorizontino, em zero a zero.

Lamentavelmente, o estádio parecia esgoto a céu aberto.

Muitas foram as reclamações de cheiro ruim e desconforto com ataques de mosquitos.

Água parada, latas e copos de cerveja expostos… um caos.

Se em passado recente o São Paulo jogava seu lixo em córrego ao lado do clube, prática que somente foi abolida após ação judicial, movida pelo Movimento Morumbi Total, escancará-la, no presente a atual gestão parece dar de ombros para a higiene necessária num palco de futebol profissional.

A imagem fala por si:

(Foto: Julio Prieto)

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

4 ideias sobre “Morumbi ou esgoto a céu aberto ?

  1. Chega ser uma hipocrisia tremenda do povo em culpar a diretoria do SP sobre o caso. Logicamente que a diretoria do SP e responsável pela manutenção e limpeza do Morumbi, mas cabe ao torcedor saber demonstrar valor ao estádio que entra. Se há lixo como latas de cerveja, copos plásticos e papeis para embrulhar lanches no Morumbi, com certeza esses detritos não se tornaram do nada. Torcedor reclama, mas se todo torcedor fizesse sua parte e jogasse seu lixo pessoal numa sacola trazida por ele, com certeza não teria todo esse lixo que vemos na foto.

  2. O Morumbi pelo menos não é um estádio construído com dinheiro público desviado, apesar de ter estes problemas, que na verdade é mais de educação de quem o frequenta. E não me venham dizer que é só lá.

  3. Com relação ao post, isso é fruto de má educação do público subdesenvolvido que frequenta TODOS os estádios e locais públicos no Brasil – vide vias públicas. Claro que os responsáveis pelo local, deveria ser mais rigoroso com quem tem que fazer a limpeza, pois devem receber para isso.

    Está mais para má educação e subdesenvolvimento, que para outra coisa.

    Divanio (@DCLS45) Says:
    janeiro 21, 2018 às 12:47 pm

    Se você tem mais de 55 anos como eu, deveria puxar pela memória quem sabe, lembrará de muitos “acontecimentos”, inclusive “carnesinhos”.

    Com relação ao dinheiro público na Arena Corinthians, de fato tem um empréstimo do BNDES a ser pago e, com certeza o será. Os CIDs, se tivessem usado a lei da marta de 2004, ninguém estaria falando sobre eles. Em tempo, na Arena Parque Antárctica, também tem dinheiro público nos moldes do Corinthians, que são empréstimos de quase R$ 450 milhões tomados pela WTorre no BB. Espero que nenhum tolinho venha falar que o BB não é público, como um tolinho me disse certa vez.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.