Anúncios

Golpe do Corinthians americano: filho de Roberto Andrade era jogador da equipe

Guilherme Andrade no Corinthians USA

Em 2010, durante a gestão Andres Sanches, o Corinthians firmou parceria com o ex-jogador Palhinha, famoso por sua passagem no São Paulo, para enviar jogadores brasileiros a uma equipe americana a quem nomearam “Corinthians USA”.

O pretexto era o de expandir a marca do clube no mercado americano; a verdade consistia em ganhar dinheiro (para o empresários) em transações de atletas que sairiam sem custo do alvinegro – dispensados, mas seriam viabilizados no mercado local.

Nunca, em momento algum, o Corinthians foi remunerado pelas transações realizadas no período.

Em 2015, o Corinthians, na gestão Roberto Andrade, rompeu a parceria com o “Corinthians USA”, porém o clube já havia sido vitimado por um golpe: um dos proprietários do clube americano, o brasileiro Josias Baptista Montegan, em 21 de julho do mesmo ano, registrou, em nome do filho, a marca “Corinthians” na terra do Tio Sam.

Ou seja, o Corinthians não é dono de seu próprio nome nos Estados Unidos.

Embasado neste documento, o “Corinthians USA” não só seguiu jogando nos torneios locais, como aproximou-se novamente, sem alarde (extra-oficialmente), às costas dos conselheiros do Corinthians Paulista, de Roberto Andrade.

O preço da traição ao Timão ?

No dia 07 de março de 2016, o jogador Guilherme Andrade, 26 anos, que nunca havia atuado profissionalmente no Brasil, com passagem obscura pelas categorias de base do Barueri, foi contratado pela equipe americana.

Seu pai ?

O presidente do Corinthians, Roberto Andrade, que não se opôs ao negócio, mesmo ciente do golpe praticado contra o patrimônio alvinegro.

Coincidentemente, na mesma época, os filhos de Marcelinho Carioca – aliado de Andres Sanches no Parque São Jorge – os obscuros Matheus e Lucas Surcin, também assinaram contrato com o “Corinthians USA”.

Lucas e Matheus Surcin

O desempenho do time, porém, foi tão ruim (classificou-se em 94º lugar num campeonato de 96 equipes), sem contar os calotes nas taxas e multas cobradas pela National Premier Soccer League, que o clube foi expulso, esta semana, dos torneios organizados pela Federação, no caso do clube, a quarta-divisão americana.

Este vexame, além da fama de não cumprir compromissos, estão atrelados à marca “Corinthians”, que, mesmo não sendo de propriedade do original brasileiro, nos EUA, respingará, como ocorreu, recentemente, na derrota de 7 a 0 para o La Coruña da Espanha (outra obra de Roberto Andrade), em avaliações de mercado para negócios futuros do alvinegro.

palhinha corinthians

Palhinha no Corinthians USA

Anúncios

Uma resposta to “Golpe do Corinthians americano: filho de Roberto Andrade era jogador da equipe”

  1. Dono do Corinthians USA pede retirada de vídeo que expõe cumplicidade com Roberto Andrade | Blog do Paulinho Says:

    […] https://blogdopaulinho.com.br/2017/12/14/golpe-do-corinthians-americano-filho-de-roberto-andrade-era… […]

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: