Associado do Corinthians, que não vendeu voto, desabafa e quer votar

Por PEDRO JUNIOR

Paulinho, sou sócio desde 1/9/2010; Não tenho vínculo político com ninguém no clube, apesar de conhecer via cumprimento, um bom dia, uma boa tarde, pessoas do pleito.

Soube através de suas matérias que 3/12 era o último dia de acertar parcelas atrasadas na secretaria a fim de que pudesse votar.

Distância, correria do dia a dia e não receber os boletos (inacreditável não ter débito em conta) fez com em 2017 fosse muito pouco ao clube, e consequente parcelas do meu título ficaram em aberto.

Pois bem, no último sábado 2/12 fui na secretaria acertar minhas pendências e nem sabia do desconto, claro que achei válido e enxerguei no desconto uma maneira do clube arrecadar em tempos de crise e acertei o que estava em aberto e ainda perguntei ao atendente se estaria apto a votar e o mesmo afirmou que sim.

Qual culpa tenho, quanto sócio apolítico desta situação falada de benefícios de parte a parte?

Inclusive entre minhas opções iniciais de voto, estavam candidatos que foram contra esta emenda de desconto.

O clube precisa de dinheiro, com a crise um monte de sócio estava atrasado, se teve algum beneficiário que se cobre e que se puna, mais no meu caso o dinheiro saiu da minha conta através do meu cartão.

E lembro, nem sabia deste desconto, soube na hora, pois que se tivesse que pagar valor integral, pagaria, pois estava ciente do meu débito e do prazo que poderia acertar para poder votar, uma nação de mais de 30 milhões de pessoas, pelo atual sistema de votação, tem seu futuro decidido por menos do que 5000 pessoas e acho importante no meu caso participar do pleito a fim de que temos uma oportunidade democrática de expor quanto sócio minha preferência, tanto para o bem do futebol, quanto do clube, quanto associado.

Li em alguns portais que tem no estatuto está questão de não poder dar desconto em época de eleição, mas porque isso não ficou claro e não me foi falado quando acertei o pagamento, ao contrário, perguntei ao atendente se estava apto ao voto e me falou que sim.

Vamos aguardar desdobramentos, entrar com uma liminar garantindo meu direito não está descartada.

Não podemos generalizar e colocar num contexto de que todos que acertaram suas pendências com desconto, tenham rabo preso com alguém, este não é o meu caso.

Abraço,

Pedro Junior

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Esta entrada foi publicada em Sem-categoria. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

2 respostas para Associado do Corinthians, que não vendeu voto, desabafa e quer votar

  1. Quem estiver nessa situação, basta fazer um requerimento à Comissão Eleitoral, comprovando que efetuou o pagamento ele próprio, que será examinada a veracidade dessa alegação. Se tiver razão, evidentemente estará autorizado a votar.

  2. Agradeço ao Paulinho pelo espaço e também ao senhor Miguel Marques pelo retorno.
    Estarei em breve fazendo o requerimento à comissão.

    Obrigado mais uma vez.

    Atenciosamente,

    Pedro Junior

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.