Ângelo Pimentel, sócio de Itair no Cruzeiro, já ameaçou matar parceiro de negócios noutra oportunidade (com áudio)

Ângelo Pimentel

“já disse pro amigo, eu mato ele…. a palavra é essa, eu mato ele… não tem nenhum problema eu fazer isso…”

“eu sou inimigo ruim… eu sou ruim…”

(Ângelo Pimentel)


Ontem, após novas revelações do Blog do Paulinho sobre desvios de conduta, além da folha corrida que cerca o grupo liderado pelos agentes de jogadores Itair Machado e Ângelo Pimentel, que tomaram de assalto o departamento de futebol do Cruzeiro, o tempo fechou nos bastidores do clube.

O ex-vice Bruno Vincintin e o presidente Gilvan Tavares, em entrevistas, afirmaram que sofreram ameças de morte a suposto mando de Itair Machado.

O grupo de agentes de jogadores, no desespero, acreditava que estes dirigentes seriam responsáveis por fomentar matérias que desnudavam presente, passado e futuro dessa gente, razão pela qual pediram para que o teor destas “parasse” e fosse “retirado do ar”.

Erraram feio.

Não apenas na origem das informações, como também em acreditar que este espaço é desfrutável, como boa parte daqueles que remuneram, entre os quais o sujeito que enviaram para fazer o trabalho sujo de intimidação aos citados dirigentes.

O Blog do Paulinho não se surpreendeu ao saber que suposto representante da dupla Itair/Pimentel teria levado graves ameaças a quem quer que seja, até porque não seria a primeira vez que. pelo menos um deles, agiria desta maneira.

Em 2009, em meio a um rolo (divisão de comissionamento), envolvendo dirigentes do BMG, o treinador V(W)anderlei(y) Luxemburgo (de quem era sócio) e preposto de Andres Sanches no Corinthians, o agente Ângelo Pimentel ameaçou matar um dos partícipes de determinado negócio.

O áudio, de conversa mantida por Nextel, que pode ser conferido abaixo (com a devida transcrição), é relevante diante do contexto de que as práticas parecem ser habituais desse grupo, além de importante para que o torcedor do Cruzeiro tenha a dimensão exata da índole dos que serão responsáveis, se nada mudar, por tocar a vida do clube nos anos que estão por vir.

“ele pode ligar para onde quiser… a ameça está feita e faço de novo se for o caso… pode mandar este recado para ele, tá ?”

“já disse pro amigo, eu mato ele…. a palavra é essa, eu mato ele… não tem nenhum problema eu fazer isso…”

“não meço consequencia para fazer, com bandido a gente age dessa maneira”

“ele arrumou um inimigo… e eu sou um inimigo ruim”

“isso é uma ameaça, pode gravar… isso é uma ameaça…”

“eu sou inimigo ruim… eu sou ruim…”

“eu não meço consequência para fazer as coisas”


Abaixo trecho de coletiva de Bruno Vincentin revelando ameaça por conta de matérias publicadas no Blog do Paulinho:

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.