Palmeiras, Egídio e a Mancha Verde

Resultado de imagem para egidio palmeiras

O Palmeiras anunciou, publicamente, multa para o jogador Egídio, por “comportamento inadequado”, após este ter reagido à ofensa de marginal da facção criminosa Mancha Verde, mandando-o “tomar no c…”

Trata-se de evidente covardia, exposta para afagar marginais que deveriam ser combatidos pelo clube, mas, frequentemente, são recebidos na sala da presidência e ocupam, alguns, até cargos no Conselho Deliberativo palestrino, que transformou-se, há tempos, com raras e respeitáveis exceções, em espécie de cada de prostituição à serviço do maior “michê”.

É pagar e, quase sempre, receber.

A diretoria puniu Egídio sabedora de que boa parte dos torcedores não querem mais vê-lo vestindo a camisa do clube.

Independentemente da qualidade técnica do jogador, este deve ser respeitado, como ser humano e profissional.

Se houve equívoco de avaliação em sua contratação, os punidos deveriam ser os dirigentes, que, em verdade, só não o são por conta de acobertamento aos hábitos impróprios, mas lucrativos (não para o clube) do gestor de futebol Alexandre Mattos.

Multar Egídio, no atua contexto, é mais fácil do que fazê-lo com Felipe Melo (o queridinho da bandidagem), flagrado diversas vezes em reações bem mais graves, mas acobertado por quem quer sempre estar de bem com os marginais que se travestem de torcedores do Palmeiras.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.