Anúncios

Corinthians participa de estelionato na Espanha e mancha história do clube

Carlos “Nei” Nujud, representando o Corinthians, na cerimônia de apresentação de torneio na Espanha

“Será uma oportunidade única para desfrutar o melhor do futebol brasileiro com o líder atual da Liga do Brasil, um dos clubes mais vencedores de toda a América Latina.”

“A equipe brasileira Sport Club Corinthians Paulista, conhecido como Corinthians, visitará A Coruña para enfrentar o Real Club Deportivo numa partida beneficiente que será jogada no dia 05 de outubro, no estádio Abanca-Riazor.”

“Um jogo histórico…” 


O texto acima foi retirado do site oficial do 19º Troféu Victoria Memorial Moncho River, evento comemorativo em que, anualmente, o Deportivo La Coruña, da Espanha, enfrenta equipes notórias do futebol mundial, com renda revertida ao assistencialismo.

Na mesma página, a fotografia da equipe principal alvinegra (com Jadson, Rodriguinho, Pablo, etc) ilustra a chamada.

http://www.mundohr.com/corinthians-depor-memorial-moncho-rivera/

Trata-se de partida única, de caráter amistoso, com troféu para o vencedor, disputado por equipes profissionais de futebol.

Ontem, para os anais da história, o time principal do Corinthians (conforme descrito pela organização do evento) foi humilhado pelo La Coruña, numa derrota por sete a zero.

A imprensa brasileira destacou a derrota como “do SUB-20 do Timão”, sem porém contextualizar a história.

A responsável por inserir o Corinthians neste torneio foi a cervejaria Estrella Galícia (patrocinadora dos dois clubes), que, no Brasil, é representada pelo ex-conselheiro do Timão, Fabio Rodrigues, amigo do deputado federal Andres Sanches.

A promessa era a de que, por conta dos jogos da Seleção Brasileira nas Eliminatórias da Copa do Mundo, o clube estaria disponível para participar do embate, lorota que foi comprada pelos promotores do torneio e pelo La Coruña.

Foram lesados, também, os torcedores locais, que pagaram 10 Euros pelos ingressos.

No vídeo de apresentação do evento, dirigentes espanhóis falam da honra de enfrentar uma ‘potência mundial”, ao lado do diretor alvinegro, Nei Nujud, que discursou confirmando que os atletas do Corinthians no torneio eram todos “profissionais”.

Confira a fala do dirigente corinthiano:

“Quero dizer que o Corinthians se sente muito honrado com o convite… quero agradecer as personalidades aqui presentes… ao Vitória (organizador), Deportivo, Estrella Galícia, do qual hoje fazemos uma grande parceria também no Brasil…”

“Dizer que é uma honra para o Corinthians participar desta festividade, dessa causa nobre”

“E tenho certeza, vocês, que o resultado da partida… ganhamos de goleada, todos nós, em função da causa que nós estamos abraçando hoje…”

“É muito importante que se dê ênfase para que se tenha consciência de que esta é uma partida festiva, é uma partida de uma causa nobre, e que o resultado é o que menos importa…”

“O maior resultado desta nossa reunião é realmente a solidariedade, e o Corinthians se sente muito honrado por participar deste convite..”

“Trouxemos uma equipe de jovens valores que norteiam hoje a equipe do Corinthians… e são todos atletas profissionais… e que tenho certeza, honrarão a camisa do clube, e, como assim, a causa que abraçamos hoje”

“Não tenho muito o que falar…. tudo aquilo que foi dito pelos meus antecessores deixou muito claro a essência deste evento, e eu quero deixar à disposição de vocês qualquer informações que queiram ter a respeito de Corinthians e da festividade por conta da entrevista adiante… muito obrigado a todos”

Para piorar, o Corinthians, além de não levar o time profissional, sequer enviou a equipe SUB-20 titular (estes jogarão no Brasil, sábado, contra o Juventus, pelo Campeonato Paulista), mas sim um catadão enxertado com três jogadores, reservas dos reservas do time principal, que Andres Sanches queria vender: Carlinhos (que está processando o clube), Mantuan (empresariado por Fernando Garcia) e Rodrigo Figueiredo (de Wagner Ribeiro).

O time, sem entrosamento, era tão ruim que, horas antes, perdeu para o Racing de Ferrol, equipe da 3ª divisão espanhola, por cinco a zero, em jogo treino que precisou ser paralisado ao 50 minutos, evitando a ampliação do vexame.

A farsa era conhecida da alta cúpula do clube, pelo diretor de futebol Flavio Adauto (que liberou o três atletas profissionais) e pelos dirigentes da base, comandada pelo notório contraventor, vulgo Jaça, que enviou à Espanha seu assessor, Carlos “Nei” Nujud” e o subalterno Nenê do Posto.

O treinador, ao menos, era do SUB-20 principal.

Trata-se do ex-jogador Coelho, escolha esta justificada pela notória aproximação e subserviência a Andres Sanches, que o empresariou desde os tempos de juvenil.

Como saldo final, fica a dúvida: quem apagará o resultado de sete a zero, desfavorável ao clube, que será inserido por historiadores na conta do time principal, além de lembrado por todos aqueles que compareceram à partida ?

Abaixo relação completa de jogadores do Corinthians que viajaram à Espanha:

Goleiros: Filipe e Diego Riechelmann; Laterais: Samuel e Igor; Zagueiros: Luiz Carlos, Franklin, Thiago e Lucas Anselmo; Volantes: Renan Areias, Guilherme Borges e Guilherme Mantuan; Meias: Marquinhos, Rodrigo Figueiredo, Bilu, William, Geovani e Ramon; Atacantes: Natan Dutra, Luis Henrique e Carlinhos

Íntegra da Cerimônia de Apresentação do evento, com os discursos de dirigentes europeus comemorando enfrentar a “grande potência do futebol mundial”, o Corinthians, e as mentiras de “Nei” Nujud reafirmado tratar-se do time profissional alvinegro:

Vídeo promocional do evento, gravado na Espanha, com participação de jogadores de La Coruña e Corinthians:

Os gols de La Coruña 7×0 Corinthians:

Facebook do La Coruña comemora vitória por sete a zero diante do Corinthians, além da arrecadação de 38.629 Euros para obras assistenciais:

Anúncios

2 Respostas to “Corinthians participa de estelionato na Espanha e mancha história do clube”

  1. Jose Carlos (@ze_ca77) Says:

    a turma do espanhol mafioso da vila dos remedio passando a perna nos espanhois. esse clibe é uma piada

  2. Claudio Ferreira Says:

    eu como corintiano não estou de acordo com o timão ter mandado o sub 20 ,se o jogo era pra ser disputado pelo time principal ,acho que o time principal não deveria participar desse torneio na minha opinião tinha que mandar um time B.O timão tem que focar no brasileiro .Mais com certeza esse jornalista é anti corinthiano

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: