Vice do Corinthians nega propina e defende a Odebrecht

No último dia 28, em programa de “web-rádio”, o vice-presidente do Corinthians, André Negão, mesmo ciente do relatório apresentado ao Conselho Deliberativo alvinegro, dando conta de diversos descumprimentos de contrato da Odebrecht durante as obras de Itaquera, defendeu, efusivamente, a construtora.

Negou, também, pagamento de propina e delirou ao dizer que a Arena não está sendo investigada pela “lava-jato”.

Recentemente, André Negão foi detido pela Polícia Federal, acusado de receber valores indevidos para facilitar a vida da Odebrecht nas obras do estádio.

Meses depois, foi delatado, junto com Andres Sanches (PT) e Vicente Cândido (PT), pelos mesmos motivos.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Esta entrada foi publicada em Sem-categoria. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.