Janot é flagrado com advogado de Joesley em bar

Ontem, em boteco de Brasília, sentados em mesa reservada, estrategicamente colocada atrás de caixas de cerveja, encontraram-se o Procurador Geral da República, Rodrigo Janot, e o advogado Pierpaolo Bottini, que defende Joesley Batista, delator da JBS.

A informação, exclusiva, é do portal “O Antagonista”.

Desnecessário explicar o quão inadequada, diante dos acontecimentos recentes, é uma reunião destas, fora de agenda, com ar de aparente informalidade.

Foram 20 minutos de conversa, em que Janot, segundo testemunha, não tirou os óculos escuros do rosto.

Procurado pelo site, Janot não quis se explicar.

O advogado confirmou o encontro, mas tentou minimizar:

“Na minha última ida a Brasília, este fim de semana, cruzei casualmente com o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, num local público e frequentado da capital. Por uma questão de gentileza, nos cumprimentamos e trocamos algumas palavras, de forma cordial. Não tratamos de qualquer questão outra ou afeita a temas jurídicos. Foi uma demonstração de que as diferenças no campo judicial não devem extrapolar para a ausência de cordialidade no plano das relações pessoais.”

Difícil saber se o que é mais relevante: a burrice de Janot ao se encontrar com advogado de bandido que indiciou fora do ambiente de trabalho, em tempos turbulentos e com as mídias sociais fervendo, ou a cara de pau do mesmo, frequente entre os que possuem algum poder num país infestado de imoralidades.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Esta entrada foi publicada em Sem-categoria. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.