“Termo de Confidencialidade” e contrato de Rogério Ceni geram racha no Conselho do São Paulo

Recentemente, membros do Conselho de Administração do São Paulo assinaram “Termo de Confidencialidade”, impedindo que assuntos discutidos no órgão vazem, inclusive, para conselheiros do clube.

A ação não pegou bem no Conselho Deliberativo, gerando racha no grupo que defende a gestão.

Aliados de Roberto Natel estão detonando a administração de Leco, a quem antes defendiam.

Outro assunto polêmico é a remuneração dos nomeados ao CA, que já foi definida, mas sem que os critérios (e valores) tenham sido devidamente explicados.

Leco já foi notificado, oficialmente, da insatisfação (por escrito) e instado a convocar reunião extraordinária para elucidar as questões.

Apesar de não constar da notificação, conselheiros querem saber, também, porque o contrato de Rogério Ceni, com multa de R$ 5 milhões, foi redigido e aprovado pelo advogado do próprio, em dupla função (proibida pela OAB), já que exercia cargo decisor no Tricolor.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Esta entrada foi publicada em Sem-categoria. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.