MP-SP desarquiva investigação de pagamento de propina nas obras do estádio de Itaquera

Marcelo Milani

Alicerçando-se sobre novas informações fornecidas pela Operação Lava-Jato, o MP-SP reabriu diversos inquéritos, antes arquivados, ligados a pagamento de propinas de construtoras a entidades públicas e privadas.

Entre os quais está o que investiga o ex-presidente do Corinthians, Andres Sanches e o atual vice, André Negão, acusados de receber propina da Odebrecht na construção do estádio de Itaquera.

O caso ressurge, coincidentemente, após Sanches, sem comprovar, ter contado ao ex-Prefeito Fernando Haddad (PT) que o promotor Marcelo Milani havia solicitado pagamento de R$ 1 milhão para facilitar a vida do clube, travando investigações que impediam o recebimento de R$ 420 milhões em CIDs da Prefeitura.

A apuração desta denúncia tramita na corregedoria do MP.

Ou seja, além da Operação Lava-Jato e de alguns processos criminais no STF, Sanches e seus parceiros enfrentarão agora novos procedimentos de promotores paulistas, amparados em fatos recém delatados, documentos e desejo, cívico e pessoal, de ir à fundo em todos os focos de investigação.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.