A “malandragem” de Mano Menezes

Dias atrás, o treinador Mano Menezes, em ato tratado como de “malandragem”, posicionou-se dentro de sua área técnica com o propósito de, deliberadamente, prejudicar uma cobrança de lateral da equipe adversária, a Chapecoense.

Pior do que o fato, em si, foi a explicação, na qual disse “ter direito de fazê-lo”.

Não tem.

A atitude de Mano Menezes, típica da cultura brasileira, é enquadrada no item que trata sobre procedimentos “anti-desportivos”, passível de dura punição disciplinar, se assim o STJD tiver interesse em trabalhar.

Fica ainda, para julgamento popular, a falta de honestidade futebolística de quem tem por função servir de exemplo a jovens atletas, dos quais, diante do ato protagonizado e da justificativa posterior, não poderá mais exigir comportamento linear.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

2 Replies to “A “malandragem” de Mano Menezes”

  1. E depois o brasileiro indaga pq a coisas não dão certo. Aonde for possível, uma malandragem.
    No jogo de hoje, Palmeiras a Galo, o goleiro Vitor tomou cartão por tentar esburacar a marca penal. Até onde vai a ”experteza” do brasileiro.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.