Advertisements

Goleiro da Seleção Olímpica é reserva na segunda divisão espanhola e não joga futebol há cinco meses

Dentre as diversas surpresas da Seleção Brasileira Olímpica para os jogos preparatórios que antecedem a disputa em Tóquio está a convocação do goleiro Gabriel Brazão, ex-Cruzeiro, emprestado pela Inter de Milão ao Real Oviedo, da 2ª divisão espanhola.

De setembro de 2020 até o presente momento, o atleta disputou três partidas de futebol.

A última delas, há cinco meses, pela Copa del Rey.

Se, por razões óbvias, a convocação não pode ser avaliada pelo critério técnico – em detrimento a diversos jogadores brasileiros que atuam em grandes equipes do país e noutros lugares do planeta -, talvez seja explicada se levarmos em consideração os nomes que circulam a gestão de carreira do jogador.

Os agentes de Brazão são Juan Figer e sua neta, Stephanie Figer, que, no caso do avô, há décadas atua, com enorme desenvoltura, nos bastidores do São Paulo – coincidentemente o clube de origem de André Jardine, treinador da Seleção Olímpica.

Stephanie Figer e Juan Figer

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: