Advertisements
Anúncios

Os recorde de “títulos” do Corinthians na gestão “Renovação e Transparência”

Andres Sanches e Jaça

Reportagem da ESPN, ontem, elencou os diversos calotes em fornecedores do Corinthians, frutos da gestão denominada “Renovação e Transparência”, que, com ajuda da mídia, vendia-se como moderna e milionária.

Desde dívidas roladas das administrações Andres Sanches e Mario Gobbi até pendências atuais, na parceria Roberto Andrade/Paulo Garcia.

Nunca, em toda a história do Corinthians, um grupo político conquistou tantos “títulos”: são 89 vigentes em Cartório.

Alguns deles, vergonhosos, no valor de R$ 350, que só podem estar nessa situação como reflexo do hábito dessa gente de não agir com correção.

Porém, de todos os problemas, o mais emblemático envolve personalidade militante, há anos, na política alvinegra, que segue se locupletando às custas do clube, mesmo com impedimento estatutário explicito, que não permite quaisquer negócios realizado por conselheiros no Parque São Jorge, exatamente para evitar o compadrio.

O atual diretor das categorias de base do Corinthians, o, dizem, perigoso Jaça, preso diversas vezes na condição de bicheiro e atual fomentador de práticas inconfessáveis de bastidores, nem todas corajosas, foi flagrado protestando o clube duas vezes, por suposta negociação de materiais de construção.

Duas operações, porém, não foram expostas pela ESPN, mas já são conhecidas do leitor deste blog: Jacinto Antonio Ribeiro, verdadeiro nome do dirigente, tem, ao menos, outras duas fontes de renda comprovadas no Parque São Jorge:

  • a primeira, o aluguel de caçambas de entulho;
  • a segunda, bem mais lucrativa, a intermediação de jogadores de futebol.

Em 2014, o Blog do Paulinho comprovou que Jaça cobrava na Justiça comissão sobre transação do atleta Rosinei, em processo que tramita na 2ª Vara Civil do Tatuapé.

Conselheiro do Corinthians, que cobra comissão de jogador, tenta esconder processo, mas Justiça não permite

Falta vergonha ou coragem aos atuais dirigentes alvinegros para impedir a ação de um notório, desde os anos 90, negociador de jogadores nas categorias de base alvinegras, na função administrativa de diretor adjunto (em verdade, comandando o setor) ?

Enquanto a resposta não é explicitada, Jaça e Andres Sanches, como fizeram na última semana, posam (conforme revela uma das fotos que ilustra a matéria) com evidente ar de deboche, sabedores que, por intimidação ou conivência de alguns, seguirão tomando dinheiro do Corinthians, sem que a sangria esteja nem perto de ser estancada.

Jaça e Mané da Carne
Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

×
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: