Palmeiras desiste de recurso e acerta comissão de Fernando Garcia

Desde 2013, o empresário Fernando Garcia, irmão de Paulo Garcia, dono da Kalunga, vem tentando, judicialmente, receber pouco mais de R$ 200 mil (que, com juros, mais do que dobraram) referentes a comissionamento sobre o jogador  Jean Carlos Vicente, de quem nem o mais fanático palestrino deve guardar recordações.

O atleta jogou, de 2010 a 2013, pela time “B’ do Verdão e participou (foi selecionado0 à equipe principal somente em três oportunidades, suficientes, porém, para esquentar o currículo, propiciando lucratividade maior a seus intermediários.

Ao todo, em três anos, Jean jogou 13 partidas, assinalando apenas um gol.

O fato estranho é que o Palmeiras, desde o início da ação judicial, estava se recusando a fazer acordo, recorrendo, inclusive, à segunda instância do TJ-SP.

De repente, como num passe de mágica, bastou a nova conselheira do clube, Madame Leila Pereira, que divide assessor com Fernando Garcia, interceder no problema para que não apenas as portas do Verdão se abrissem, novamente, ao agente de atletas, mas também que o clube resolvesse, surpreendentemente, antes mesmo do julgamento da ação, desistir do processo, pagando, à vista, o que foi pedido na contenda.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Esta entrada foi publicada em Sem-categoria. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.