Anúncios

Grupo político do Santos é pressionado por membros que se tornaram funcionários do clube

O atuante grupo político, denominado “Santos sempre Santos”, decisivo para a eleição de Modesto Roma Junior no último pleito, tem enfrentado complicações por conta de alguns de seus membros que, no embalo da vitória política, aproveitaram para assegurar uma “boquinha” na Vila Belmiro (tornaram-se funcionários do clube).

Antes combativos, os assalariados pressionam para que as críticas do “SSS” contra a gestão atual, e, principalmente, contra o empresário Marcelo Teixeira – que é quem, de fato, manda no presidente – cessem, temendo por seu empregos.

Demonstração clara de que o objetivo dessa gente sempre foi pessoal, sobrepondo-se aos desejos de melhorias para o Santos Futebol Clube.

Disse o presidente do “Santos Sempre Santos”, em comunicado enviado aos membros do grupo:

“É de conhecimento de todos que a nossa Associação esteve, nas ultimas eleições, ao lado do Grupo que elegeu o atual presidente Modesto Roma e, algumas pessoas ligadas ao nosso Grupo passaram a exercer alguns cargos no SFC.”

“Ocorre que, tratando-se a Santos Sempre Santos de um Grupo independente, em prol exclusivamente do SFC, algumas criticas surgiram a atual Gestão, o que me parece bastante natural, até porque eram criticas construtivas à Gestão e não a pessoas.”
“Quando assumi a Presidência, em meu discurso, deixei claro que, daria continuidade ao que a Associação tinha acertado e, mudaríamos no que erramos. Uma das coisas que colocamos como objetivo seria o FIM do “EMPREGUISMO”, ou seja, para trabalhar no SFC você precisaria ser um grande “Profissional”, sendo contratado através de uma analise do marcado de trabalho, baseado em trabalhos realizados, currículo, etc.”

“Alguns dos atuais funcionários que pertenciam a nossa Associação, já à algum tempo, questionavam as criticas revelando que estavam com medo de perder o emprego, sendo explicado a eles que Criticas construtivas não iam parar só para preservar empregos no SFC.”

Diante deste quadro, os descontentes tornaram-se dissidentes, criaram um novo grupo, denominado “Amigos do “Marcelo Teixeira” (mais pelego, impossível), e estão, via redes sociais, cooptando membros do “SSS”, além doutros setores do clube, para o “lado negro da Força”.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: