Anúncios

Coluna do Fiori

fiori - dicunto

FUTEBOL: POLÍTICA, ARBITRAGEM E VERDADE

Fiori é ex-árbitro da Federação Paulista de Futebol, investigador de Polícia e autor do Livro “A República do Apito” onde relata a verdade sobre os bastidores do futebol paulista e nacional.

http://www.navegareditora.com.brEmail:caminhodasideias@superig.com.br

apito limpo

“Faça algo de bom das coisas ruins que aconteceram com você”

Provérbio alemão

—————————————————————–

AGRESSÃO

1

Obtive informação que a diretoria do SAFESP presidida por Artur Alves Junior, entrou em contato com o árbitro assistente Luiz Felipe Prado Silva, atacado pelo presidente Paulo Sirqueira e jogadores do E.C. Água Santa nos minutos finais da refrega contra o E.C. Juventude, alusiva à fase classificatória da Copa São Paulo de Futebol Junior, disputada no Estádio Inamar, na cidade de Diadema

Obrigação

Desde o primeiro momento o presidente do SAFESP cumprindo seu dever, se prontificou em acompanha-lo nos órgãos policias, orientando-o, a representar contra seus agressores

Tirou da Reta

Ao comparecer na sede da entidade, provavelmente, por medo de represálias da parte dos agressores ou de ter sua caminhada na arbitragem obstruída por ingerências politicas; deplorável e nada surpreendente, ocorreu no minuto que o assistente Luiz Felipe Prado Silva discorreu não ter interesse de tocar o caso pra frente

Rematando

Ao apanhar e calar o árbitro expressa que vale tudo para atingir seu objetivo

——————————————————————–

Copa São Paulo de Futebol Junior 2017 – Disputas Semifinal

Sábado 21/01

Batatais 1 x 5 Paulista

Árbitro: Anderson Jose de Moraes Coelho 27 anos

Assistente 01: Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo

Assistente 02: Anderson Jose de Moraes Coelho

Item Técnico/Item Disciplinar

Os representantes das leis do jogo desenvolveram trabalho aceitável

Domingo 22/01

Corinthians 3 x 0 Juventus

Árbitro: Salim Fende Chavez

Assistente 01: Rogerio Pablos Zanardo

Assistente 02: Eduardo Vequi Marciano

Item Técnico

Aceitável

Item Disciplinar

No inicio primeira etapa, na metade do campo fiscalizada pelo assistente 02, após defensor do Juventus rebater a pelota promovendo contra ataque prontamente acompanhado pelo árbitro; o atacante corintiano de nº 09 – Carlinhos desferiu agressiva e violenta cotovelada no oponente que estava do seu lado esquerdo

Cochilou

Toda vez que a bola é rechaçada da defesa para contra-ataque, cabe ao assistente fiscalizar a movimentação dos contendores que ali permanecerem. No acima, sem medo de errar: afianço que ocorreu bobeada do assistente

Amarelos

Advertiu com cartão amarelo três corintianos – 02 defensores do Juventus, e um vermelho referente ao segundo amarelo do corintiano Guilherme Kennedy Romão

Olho fechado

O árbitro fez vistas grossas ou agiu dentro do nojento e politicamente correto nas continuas indisciplinas promovidas por Carlinhos, numero 09 do Corinthians

No Todo

Entendendo que está muito distante do que imagina ser, observei fortes rompantes na postura do principal representante das leis do jogo

Definindo

Vai devagar Salim Frende Chaves! Seguindo nesta toada seu caminhar pode ser interrompido por este ou outros motivos

Disputa Final – Quarta Feira 25/01

Batatais 1 x 2 Corinthians

Árbitro: Cleber Luis Paulino

Assistente 01: Bruno Salgado Rizo

Assistente 02: Luiz Alberto Andrini Nogueira

Item Técnico

Não foi disputa acirrada, nas poucas vezes que foi exigido, se fez presente

Disciplinar

05 cartões amarelos corretamente aplicados, assim distribuídos: 03 pro Batatais e 02 pro Corinthians

————————————————————-

Politica

Oceano de ‘eficiência’

1

Cabral e Eike criaram um ‘oceano’ de corrupção, o Tesouro e os cidadãos seguram a onda

Não se trata de ironia do destino, mas de uma coincidência dramática: enquanto a Polícia Federal procurava Eike Batista por mais um esquema criminoso do ex-governador Sérgio Cabral, o atual governador Luiz Fernando Pezão assinava em Brasília os termos do socorro federal para o falido Rio, onde funcionários estão sem salários e cidadãos e empresas serão chamados a contribuir com mais impostos. Cabral rouba, o Tesouro cobre e, no fim das contas, pessoas físicas e jurídicas pagam a conta.

A força-tarefa da operação “Eficiência” definiu o patrimônio ilícito de Cabral como um “oceano”, mas o Estado virou um mar de lama, os fluminenses vivem num mar de lágrimas e, se há alguma ironia nessa história, é que justamente o vice de Cabral, depois seu sucessor, é quem bate de porta em porta em Brasília para segurar a onda em que o Rio se afoga.

As metáforas não são por acaso, já que o verdadeiro Cabral começou a emergir na mídia quando ele se tornou proprietário de uma casa de praia espetacular em Mangaratiba (RJ). Depois, como governador, desfrutava de lanchas caríssimas, vinhos próprios de milionários, jatinhos de empresários e festanças com guardanapos na cabeça em Paris. Tudo com dinheiro alheio, fruto do suor da sociedade.

Além de arrojado, Cabral era também um político prestigiado antes de ir parar em Bangu 8. Foi do PSDB quando convinha, pulou para o PMDB em boa hora, alegou a importância da relação do governo do Estado com o governo federal para estreitar os laços entre ele, governador, e o então presidente Lula e fazia um carnaval com o dinheiro que saltava como confete de esquemas com empresários como Eike Batista e Fernando Cavendish. Chegou a ser cotado para vice e até para candidato à Presidência da República.

Lula percebeu rapidamente toda essa potencialidade. Ficou íntimo de Cabral e foi um bom camarada para Eike. Dinheiro federal para o Rio não faltava, e o grupo X foi um dos “campeões nacionais” na era em que o BNDES era o pai dos ricos. Lula era amigo de Cabral, que era amigo de Eike, que era amigo de Lula. O assalto à Petrobrás foi nessa época, quando Lula também dizia que precisava botar a Vale do Rio Doce “na linha”, destacando para ela alguém com visão “nacionalista” e ação “desenvolvimentista”. Não fosse a resistência de Roger Agnelli (morto depois em acidente aéreo), a Vale poderia ter sido uma segunda Petrobrás…

Cabral teve também muita sorte com um “boom” inédito dos royalties do petróleo e soube capitalizar politicamente. Surfou no PAC Social das maiores favelas cariocas, lançou um forte programa para idosos e, no ano da reeleição de sua candidata Dilma Rousseff, levou os funcionários públicos ao paraíso, com 48 planos de carreiras e salários. O céu era o limite para o Rio, Cabral e suas falcatruas.

E onde fica o PMDB? O PMDB é uma federação nacional e um arquipélago no Rio. No País, há os esquemas – ops!, grupos – de Jader Barbalho no Pará, de Geddel Vieira Lima na Bahia, da família Newton Cardoso em Minas, do agora morto governador Orestes Quércia em São Paulo… E, no Rio, há os esquemas – ops!, as ilhas – de Cabral, Eduardo Cunha, Jorge Picciani e Antony Garotinho (que se mudou para o PR). Essas ilhas não se comunicam e os esquemas são distintos – ou concorrentes?

Tudo isso é assustador e desanimador, mas não se desanime. O Brasil recuou três degraus no ranking da Transparência Internacional sobre a percepção da corrupção e, hoje, está em 79.º lugar entre 176 países. Num primeiro olhar, é o País mais corrupto das galáxias. Melhorando o foco, é o único que está remexendo as entranhas da corrupção, não só com a Lava Jato, mas com seus filhotes. A operação “Eficiência” é um ótimo exemplo disso.

Publicado no Estadão do dia 27/01/2017- Autora: Eliane Cantanhêde 

Finalizando

O que rouba a confiança dos homens é o maior dos ladrões

Textos Judaicos

Chega de Corruptos e Corruptores

Se liga São Paulo

Acorda Brasil

SP-28/01/2017

Ouça abaixo as duas edições do programa COLUNA DO FIORI, desta semana, que foi ao ar pela rádio Rock n’ Gol (http://rockngol.com.br)

*A coluna é também publicada na pagina Facebook:  “No intervalo do Esporte”

*Não serão liberados comentários na Coluna do Fiori devido a ataques gratuitos e pessoais de gente que se sente incomodada com as verdades colocadas pelo colunista, e sequer possuem coragem de se identificar, embora saibamos bem a quais grupos representam.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: