Dirigentes do Corinthians escondem promessa da base para depois negociá-lo com o Palmeiras

Donato Votta, Doni (Bob Cuspe), André Negão e Edu dos Gaviões (Gaguinho)

Donato Votta, Doni (Bob Cuspe), André Negão e Edu dos Gaviões (Gaguinho)

O Palmeiras está contratando, fala-se, por R$ 3 milhões, o jogador Hyoran Cruyff, destaque da equipe da Chapecoense.

Em 2008, o atleta, então com 15 anos, chegou ao Corinthians, local em que permaneceu até 2013.

Neste período, teve parte de seus direitos cedidos, pela diretoria do clube, a prepostos do grupo de empresários liderado pelo então conselheiro do Corinthians, Fernando Garcia.

Assim que começou a se destacar, como noutros casos conhecidos no Parque São Jorge, Hyoran foi escondido no obscuro Flamengo de Guarulhos e impedido de disputar a Copa São Paulo até que, em 2013, seu vínculo com o Timão se encerrou.

Garcia, parceiro de negócios do deputado federal Andres Sanches, então, novamente com a ajuda de preposto, levou o jogador à Chapecoense (o clube comprou 50% dos direitos), que voltou a chamar a atenção e está sendo negociado com o Palmeiras.

O negócio indignou pessoas do Corinthians que acompanharam os fatos, como, em exemplo, Claudinei Vidotto, pai do goleiro do Corinthians Matheus Vidotto, que publicou em seu facebook:

“Eu passando por aqui, para informar que mais um Filho do Terrão que ta quebrando tudo… liberado gratuitamente pra Chapecoense agora volta por milhões (para o Palmeiras)… o craque Hyoran Croyff…foi contratado e vai jogar pelos “porco”… Parabens ao SCCP por formar mais este craque pra chutar contra o nosso gol…”

“MULEKE você foi forte, comeu terra e venceu… SEJA FELIZ!”

Vale lembrar que outro conselheiro do Corinthians, Domingos Neto, vulgo Doni “Bob Cuspe”, ex-Fora Dualib, além de responsável pelo clube da “parceria” com o Flamengo de Guarulhos, foi empossado diretor de futebol do “parceiro”, concomitantemente ao cargo exercido no Parque São Jorge.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.