“171 do Vale do Paraíba” manobra para conseguir poder no Corinthians

b80f6-ladrao1420ty0

Entre conspirações recheadas de mentiras e ações de oportunismo, como de hábito, o conselheiro do Corinthians, tratado como “171 do Vale do Paraíba”, tem manobrado cabeças ocas, inocentes e algumas bem “espertas” do clube (uma delas ligada a comentarista de televisão) no intuíto de conseguir algum poder no Parque São Jorge.

Quer, especificamente, a gestão do estádio em Itaquera e a presidência do Conselho Deliberativo.

Em exemplo, tem espalhado a versão, absolutamente sem verdade, de que uma união entre oposicionistas tradicionais e o deputado Andres Sanches estaria acontecendo, e que estes se utilizariam, se eleitos, do Blog do Paulinho como assessor de imprensa oficial do Corinthians.

Nunca, em momento algum, isso aconteceria (a convite de quem quer que seja), e o leitor sabe bem por quê.

O “malandro”, em verdade, tenta desqualificar os que não se sujeitam a assinar acordos ao lado de sua rúbrica, e também o único jornalista que tem coragem de se contrapor a seus milhares de desvios de conduta.

Para atingir seus objetivos, o dono de site mal-afamado tem feito a cabeça de ex-conselheiros da atual gestão (agora dizendo-se “arrependidos) e outros mais, que buscam alternativas de poder.

Nas próximas horas, o referido grupo deverá protocolar pedido oficial de impeachment do presidente Roberto Andrade, em ação correta, porém pelo histórico de boa parte dos impetrantes, recheada de oportunismo.

Muita gente convidada a assinar junto (o blog escutou a versão de pelo menos quatro pessoas) diz ter se recusado a participar do movimento, embora concordem com ele, por conta de não associar a biografia com a do “171”.

“Não vou vender a alma para o Diabo”, disse um importante associado, que não é conselheiro, emendando: “o certo, por linhas tortas, acaba por se tornar o errado no futuro… a conta vai ser cobrada”, referindo-se às exigências de cargo do conhecido estelionatário.

Vale lembrar que na última oportunidade em que o Corinthians retirou do poder um presidente tratado como ladrão, a “paternidade da criança” foi destinada ao então oposicionista Andres Sanches, hoje investigado pela “Operação Lava-Jato”, sob suspeita de receber propina para prejudicar o clube na construção do estádio em Itaquera, demonstração clara que os fins não apenas deixam de justificar os meios, como podem tornar a emenda muito pior do que o soneto.

Em tempo: apesar de vendido como tal, o pedido de afastamento de Roberto Andrade não será o primeiro. Semana passada, o associado Rolando Wohlers, o Ciborg, isoladamente, protocolou seu desejo de afastamento sumário do Presidente, negado, preliminarmente, pelo presidente do Conselho, que é desembargador.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.