Advertisements
Anúncios

Dia “D” para o Rio de Janeiro: entregar a cidade para Edir Macedo ou discutir idéias com Marcelo Freixo

freixo-e-crivella

Marcada por sucessivas gestões deploráveis, que transformaram uma das mais belas e famosas cidades do mundo numa espécie de faixa de Gaza no paraíso, em que cidadãos de bem e turistas precisam defender-se, diariamente, contra a bandidagem das quadrilhas e das milícias, quando não, também do Estado, o Rio de Janeiro tem seu dia “D” com as eleições municipais a serem realizadas nas próximas horas.

A dúvida: entregar a cidade para reconhecidos criminosos de uma seita tratada como religião denominada Igreja Universal do Reino de Deus, representada no pleito pelo Senador Marcelo Crivella, parente e nº 2 de Edir Macedo, o dono do império, ou ao esquerdista Marcelo Freixo, com fama de honestidade que inspirou personagem no filme “Tropa de Elite 2”, mas é tratado por alguns como extremamente radical para assumir o governo carioca ?

Há porém, certezas evidentes neste processo eleitoral.

No campos das idéias, as de Freixo são absolutamente conhecidas e refletem fielmente sua forma de conduta, combativo que foi na CPI das milícias, entre outras lutas, mas, por outro lado, o tornam vulnerável às críticas, devido às tais “radicalidades” (opiniões sobre aborto, tratamento de pessoas presas, etc), que, por vezes, afrontam modos de comportamento conservadores (legítimos) da sociedade.

Crivella, ao contrário, é um poço de vigarice.

Ri do que não acha graça, muda o discurso a cada elogio ou crítica recebida, diz não ter sido preso mesmo diante de foto estampada em Inquérito Policial, aplaude Edir Macedo ensinando pastores a tomar dinheiro de fiéis, isso quando, ele próprio, não o faz.

Nunca, em toda a história da cidade, que já foi governada por diversos enganadores, um reconhecido “charlatão” (inclusive pelos que nele declaram voto) esteve tão próximo de vencer uma eleição.

Tratam-se, em grande parte, de votos de ódio contra os pensamentos de Freixo, justificáveis não fossem à custa de fechar os olhos para o fundamentalismo, que sequer é religioso, mas da religião tira o sustento para perpetuar e ampliar práticas abomináveis de enganação, locupletação e busca pelo poder.

Com Freixo, se não há concordância com todas as idéias (que, ao menos, poderão ser debatidas, seja pela população ou em âmbito político) existe esperança de uma governança sem objetivo de corrupção, desvios de conduta e demais particularidades que assombram não apenas o Rio de Janeiro, mas todo o restante do pais.

O que esperar de Crivella ?

Basta vasculhar os arquivos dos diverso órgãos de investigação deste país (entre os quais a “Operação Lava-Jato), em que o candidato da IURD é citado, frequentemente, como “laranja” de práticas criminosas associadas a Edir Macedo, além de vídeos, milhares, de suas atuações em “cultos” da autodenominada “igreja” para se ter a real dimensão do que é capaz de fazer, sem remorso, muito menos constrangimento.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
Powered by
%d blogueiros gostam disto: