Advertisements
Anúncios

Email da BRL TRUST para o Corinthians entrega fraude e mentira de Roberto Andrade

roberto andrade

Em 23 de janeiro de 2015, a BRL TRust (gestora do Fundo que administra o estádio de Itaquera), por intermédio do departamento jurídico, enviou email para a Odebrecht, com cópia para dirigentes do Corinthians, com o seguinte teor:

“Tendo em vista a proximidade da assinatura dos aditivos com a CEF, bem como o Sexto Aditivo ao contrato EPC, faz-se necessária aprovação dos Quotistas do Fundo em Assembléia”

“Portanto segue anexo minuta da ata de AGQ com tais deliberações (peço que atentem se todos os contratos estão contemplados).”

“Ademais, também inseri da mesma Ata a constratação da OMNI como prestadora de serviços para o FUNDO (para regulamentarmos a entrada de recursos diretamente na conta do FII), além da exploração do estacionamento da Arena.”

“Caso estejam de acordo, peço que providenciem a assinatura da ata (em duas vias) e me devolvam até o dia 02/02 para que possamos providenciar o registro da ata.”

brl-ata-fraude

Ontem, a revista Época revelou que  Roberto “da Nova” Andrade, assinou a referida ata, que estava datada de 05 de fevereiro, apresentando-se, indevidamente, como presidente do Corinthians (as eleições ocorreram dois dias depois).

Configurava-se crime de falsidade ideológica.

As mudanças aprovadas eram tão importantes para a construtora que a própria irmã de Marcelo Odebrecht, a arquiteta Mônica Bahia Odebrecht, assinou pela empresa.

ata-estadio

Em nota oficial, Roberto alegou:

A ata mencionada na matéria da Revista Época se refere a uma assembleia do Arena FII realizada na sexta-feira, dia 05/02/15. A eleição do Presidente Roberto ocorreu em 07/02/15. Quando a ata foi lavrada, o Presidente Roberto já se encontrava no exercício de seu mandato”

O email da BRL TRUST desmente a versão:

“(…) peço que providenciem a assinatura da ata e me devolvam até o dia 02/02”

Fica claro que a reunião sequer existiu, e que as mudanças (sexto aditivo) foram previamente definidas.

Além disso, a BRL estipulou como prazo final para assinatura do documento o dia 02 de fevereiro, ou seja, três dias antes da data grafada na ata, cinco dias anteriores à eleição, quando o clube era gerido pelo delegado Mario Gobbi.

Em nenhuma das datas Roberto poderia ter assinado como presidente do Corinthians.

A comunicação entre a BRL e o clube desmascara Roberto Andrade e comprova, ainda mais, não apenas a ação delituosa, mas a prática da mentira em nota oficial emitida, hoje, para ocultar o desvio de conduta.

São coniventes ou testemunhas, porque também receberam o referido email, as seguintes pessoas, algumas ligadas ao Corinthians:

  • Roberto Andrade (atual presidente do Corinthians – assinou a ata);
  • Lucio Blanco (diretor de arrecadação do Corintthians);
  • Fernanda Cunha Lima (Odebrecht);
  • Mônica Bahia Odebrecht (assinou a ata);
  • Sergio Luiz Verardi Dias (BRL TRUST – assinou a ata e enviou o email com orientações);
  • Ricardo Corrégio (Odebrecht/Corinthians);
  • Ivandro Sanchez (Machado Meyer/Corinthians);
  • Daniele Uchida Ferraz (Odebrecht);
  • Luis Felipe Santoro (Corinthians/advogado de Andres Sanches);
  • Gabriel Leão Vazami (Machado Meyer)
  • Marcela Querino Mangullo (Odebrecht)
  • Julio Cesar Campana (BRL TRUST – assinou a ata)
Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

5 comentários sobre “Email da BRL TRUST para o Corinthians entrega fraude e mentira de Roberto Andrade

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: