Aplaudir a seleção infelizmente é compactuar com essa bandidagem

marin-lula-del-nero-candido.jpg

Da FOLHA

Por MARILIZ PEREIRA JORGE

E Del Nero, gente? Como pode ter voltado a presidir a CBF? Confesso que estive muito envolvida com a Olimpíada e a Paraolimpíada e não vinha acompanhando as notícias do futebol fazia meses. Resultado de um clássico aqui, queda de Dunga acolá, placar dos jogos da seleção, contratação do Tite.

Agora que voltamos aos poucos a ser monotemáticos, minha pergunta é: como é possível que Del Nero tenha voltado e continue tudo como está? Cadê as manifestações, os boicotes? Não vai ter #foradelnero?

Somos um país de gente desmemoriada, só pode ser. Até ontem quase todo mundo odiava a CBF, a seleção, os penteados afetados e as tatuagens dos jogadores, mas bastou ganhar uma medalha olímpica, dois jogos das eliminatórias da Copa e estamos todos fazendo coraçõezinhos e fila para tirar selfie com o time.

Com exceção de muitos corintianos, a pessoa que vos escreve incluída, todo mundo ficou feliz que Tite assumiu aquela gaiola das loucas desgovernada na qual tinha se transformado a seleção. Da minha parte, não apenas pela perda do mestre que deu tantas alegrias ao time, mas porque acho inadmissível ver Tite de braços dados com Del Nero e tudo o que o capo da CBF representa. Ainda que a direção dos times brasileiros não esteja em melhores mãos.

Somos muito desmemoriados. Os treinos da seleção têm recebido em média 15 mil torcedores. Os jogos têm tido lotação máxima. O próximo, em Natal, pelas eliminatórias da Copa de Mundo, teve os ingressos esgotados em menos de oito horas. A torcida parece ter retomado as relações harmoniosas com os jogadores. Até Neymar, que passou uma Olimpíada inteira com cara de poucos amigos, tem retribuído acenos e aplausos.

Veja, nada contra a seleção, os jogadores e muito menos contra Tite, mas vamos esquecer toda a lama na qual a CBF vem chafurdando há anos e que desde o ano passado provocou uma lambança enorme na imagem da entidade? É muita lama para jogar para baixo do tapete.

É só ler as notícias e ver que a coisa só piora. Em março, a Fifa solicitou à Justiça dos Estados Unidos uma indenização de 5,3 milhões de dólares (cerca de 17 milhões de reais) aos cartolas brasileiros José Maria Marin, Ricardo Teixeira e Marco Polo Del Nero pelos danos causados à imagem da entidade. Marin aguarda o julgamento nos EUA. Ricardo Teixeira e Del Nero foram indiciados pela Justiça americana e não podem sair do Brasil sob o risco de serem presos e entregues ao FBI.

Isso significa além de tudo que estamos sem representatividade no futebol internacional. Del Nero não deu as caras nem na Copa América. Não participa de nenhuma reunião da Fifa desde que Marin foi preso na Suíça. Fez de tudo para mostrar intimidade com presidente da entidade, o suíço Gianni Infantino, que esteve no Brasil no começo de agosto.

Apesar do mise-en-scène, a aposta é que até o final do ano Del Nero seja julgado por um comitê da Fifa e a punição pode ser o seu afastamento definitivo do futebol. Enquanto não se chega a um desfecho, a CBF continua sem receber 100 milhões de dólares de legado da Copa. Deve estar sobrando dinheiro.

Aplaudir a seleção infelizmente é compactuar com essa bandidagem. Vamos mesmo fazer isso?

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.