TJ nega HC e prisão é mantida para “organizados” dos Gaviões. Corinthians defende oficialmente

roberto-andrade.jpg

Presos, recentemente, após envolvimento em mais um lamentável episódio de briga de facções, antes do clássico entre Corinthians e Palmeiras, “organizados” ligados à facção criminosa “Gaviões da Fiel” tiveram HC negado pelo Tribunal de Justiça.

No mesmo processo, o Corinthians, por ordem do presidente Roberto “da Nova” Andrade, juntou documento oficial do clube comprovando fato que costuma negar publicamente: o envio de 2.700 ingressos, em comodato, para locupletação da “organizada”.

O intuíto era o de justificar apreensão de dinheiro na sede da “torcida”, injustificada, até então.

A Justiça não aceitou o documento, alegando que nada comprovava.

Permanecem com prisão preventiva decretada: Carlos Alberto Severo da Silva, Cleiton de Assis Silva, Igor Maximo Magalhães, Kleber Bischigliari Miguel (não confundir com Klebinho, “lenda” dos Gaviões), Leandro Silva de Oliveira, Thadeu da Silva Souza e Wellington Rocha Junior.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.