Microcefalia e Talidomida

talidomida

Por NAPOLEÃO DUMONT*

A catástrofe familiar/social/nacional causada pelo virus “Zica”, transmitido pelo mosquito “Aedes Aegypti”, acarretando uma geração de crianças com sérios problemas e deformações crânio-cerebral, traz inevitavelmente à lembrança outra catástrofe de natureza médica, que foi a da Talidomida, que gerou seres com anomalias nos membros superiores.

Tanto o caso da Talidomida, como agora o do Zica, lamentavelmente, produziram, cada um, uma geração de seres com limitações para toda a vida.

No caso da Talidomida – medicamento licenciado a nível mundial – os laboratórios que a produziram no Brasil – sem nenhuma culpa – foram responsabilizados pelo Poder Judiciário e condenados a pagar indenização às vítimas, além de salário vitaliciamente.

Agora, no Brasil, certamente as vítimas de microcefalia deverão processar o Governo Federal, responsabilizando-o pela epidemia, por não ter combatido o mosquito transmissor do Zica – causador da patologia, exigindo não só a indenização pelos danos decorrentes da Microcefalia, como também um salário mensal vitalício, pois serão, infelizmente, seres e cidadãos afetados pela limitação.

Nem mesmo o discurso do Governo, que acena com compensação financeira prévia às vítima do Zica (algo em torno de um salário minimo), eliminará a necessidade de ações judiciais reparadoras.

*NAPOLEÃO BONASANT DUMONT é grande admirador do militarismo.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

3 Replies to “Microcefalia e Talidomida”

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.