Campeonato Paulista voltará a ser importante se ideia do São Paulo for apoiada pelos clubes

cotia

O São Paulo pretende disputar o Campeonato Paulista com uma equipe formada por jogadores Sub-20, inserindo alguns titulares apenas em clássicos e partidas decisivas.

A ideia é excepcional.

Ao contrário do que pensa o limitado raciocínio dos dirigentes da FPF, em vez de desvalorizar o torneio, a ação Tricolor trataria por conceder-lhe sentido, servindo como celeiro de craques, função que a Copa São Paulo de Juniores, infestada de atletas ligados a parasitas, há tempos deixou de exercer.

Não haveria burla no regulamento, criado para desencorajar os dirigentes a tal procedimento, com apenas 28 vagas de atletas disponíveis para inscrição, mas que não especifica, nitidamente, apesar de sugerir, a escalação de equipes tratadas como principais.

E sugestão, como o próprio termo define, não constitui em obrigação.

Talvez falte coragem aos demais cartolas de aderir a ideia, não apenas pelo pavor de peitar a Federação, mas também porque a escalação dos jovens atletas poderia demonstrar a todos que o trabalho de base da maioria das equipes, quase sempre voltado a interesses pessoais, em sendo avaliado, criaria crises que poderiam, de alguma maneira, prejudicar o famoso “toma-lá-dá-cá” entre dirigentes, treinadores e intermediários, em troca da colocação de ineficientes jogadores na vitrine, em detrimento dos que não possuem recursos para aderir aos esquemas ou não conseguem ser apadrinhados.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.