Advertisements

Grupo de Stabile comemora acordo com Paulo Garcia no Corinthians. Enquanto isso, oposição racha de vez

paulo osmar haroldo

O acordo entre o candidato a presidência do Corinthians, Paulo Garcia, com o grupo de Osmar Stabile, que deve ocupar vice-presidência e departamento de marketing, se eleitos no próximo pleito, dividiu a oposição.

Nomes históricos do clube acenam com a retirada do apoio prometido.

Roque Citadini declinou de ser vice da chapa, alegando discordância com a composição sugerida, recusando, também, qualquer outro cargo para qual, eventualmente, seja convidado.

Nos bastidores, ex-presidentes, como Waldemar Pires, da Democracia Corinthiana, e Marlene Matheus, demonstraram indignação em conversas reservadas.

“Eu sou testemunha. O Paulo disse que o candidato seria o Roque. Não agiu corretamente”, disse Pires a interlocutor.

Outros oposicionistas, esperam a confirmação oficial dos acontecimentos para tomar posicionamento.

Parte deve deixar o grupo oposicionista, outros seguirão em frente com Garcia.

Rubens Gomes, o Rubão, ex-diretor de futebol alvinegro, disparou:

“Sabia que o Roque iria levar bola nas costas. Bastava observar o que estava acontecendo.”

Dias antes, indignado, Tuma Jr. também se pronunciou:

“É inadmissível que o Paulo Garcia banque a campanha de um inqualificável como Andres Sanches. Ele precisa explicar as motivações para isso. Não são amigos, muito menos do mesmo grupo político. Muito estranho.”.

Ontem, em conversa que mantivemos, via rede social, com um dos braços direitos de Osmar Stabile, o advogado Haroldo Dantas, era notório o sentimento de satisfação pelo acordo fechado com Paulo Garcia:

“Venho acompanhando essa história há tempos… O que vi??? Muita gente tentando turbar o compromisso que o Paulo firmou com o Osmar nas últimas eleições… Muita gente mesmo… E o Paulo nunca disse abertamente que não iria cumprir… Não obstante alguns próximos a ele afirmassem isso…”

“Eu sempre confiei (no acordo) … Eu costumo acreditar nas pessoas… E… pelo menos dessa vez… Não me decepcionei… Agora… O descontentamento de alguns com a postura dele (Paulo Garcia” agora… que nada mais significa do que reafirmar a palavra… Não me surpreende…”

Dantas deixa ainda a porta aberta para recomposição do grupo, no momento, em vias de divisão:

“Aqueles que hoje resolveram trilhar outros caminhos sempre terão as portas abertas… Se quiserem, de fato, trabalhar pelo Corinthians…”

Recado que, tudo indica, tem como alvo Roque Citadini, que é bem vindo pelo grupo de Stabile desde que não encabeçando a chapa em disputa pela Presidência.

Simpático à composição dos grupos oposicionistas, o coordenador de campanha de Paulo Garcia, Fran Papaiordanou, tentará, nos próximos dias, apagar o incêndio, segundo o próprio, oriundo de mal-entendido:

“O Roque e o Paulo são amigos. Precisam sentar para conversar. A oposição somente será forte com a união dos dois. Se eles não estiverem juntos abandono tudo, fecho facebook, sumo do Parque São Jorge.”.

“O Osmar agrega voto. É necessário compor. Nunca soube que o Paulo havia prometido para o Roque que ele seria o candidato. Mas, se prometeu, precisam sentar e esclarecer a questão.”

A confusão é tão grande que não será nada impossível, caso as arestas não sejam aparadas nos próximos dias, que Citadini retire, formalmente, o apoio ao grupo agora encabeçado por Garcia, Fran, Stabile e Edgard Soares.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: