PT mente ao espalhar que advogado de doleiro desqualificou depoimento que acusou Lula e Dilma de corrupção

baraomunchausen

Explodiu, ontem, em todo o país, o teor da reportagem da revista VEJA dando conta de que o doleiro Alberto Yousseff entregou, em Delação Premiada, dois de seus supostos parceiros de crime, o ex-presidente Lula, vulgo “barba” do DOPS, e a atual mandatária do País, Dilma Rousseff (PT).

Desesperado, o PT partiu para a Justiça na tentativa de evitar a distribuição da publicação nas mais variadas bancas de jornais.

Não obteve sucesso.

Daí, obrigou-se a utilizar-se da arma que melhor manuseia, e não se trata da que matou Celso Daniel, anos atrás, mas a MENTIRA, que sempre serviu para encobrir os desvios de conduta do partido.

Dilma foi à TV e disse que irá processar a VEJA, talvez com a “coragem” que seu mentor, Lula, “teve” ao não interpelar as acusações de Romeu Tuma Jr.

Pior ainda ocorreu nas redes sociais, em que o tradicional grupo do “pão com mortadela”, exército emprestado dos reinos do Barão de Munchausen, em vez de rebater o teor da denúncia, travava se realizar montagens desqualificantes para a revista, além de espalhar o “boato” de que o advogado do delator havia desmentido o depoimento.

Não é verdade.

O próprio profissional, procurado por VEJA, esclareceu a questão:”

“Eu acho que as minhas declarações estão sendo usadas politicamente. Não posso me manifestar sobre um fato que é sigiloso. Nunca desmenti a reportagem da revista. Eu não posso desmentir um fato sobre o qual não posso me manifestar.”

“O que estou dizendo é que não posso confirmar o teor dos depoimentos porque eles são sigilosos.”

“Sobre a reportagem, o que eu disse é que não concordo com o vazamento dos depoimentos. Mas isso, num país que tem imprensa livre, cabe às autoridades investigar. A imprensa é livre para divulgar o que apura, mas não posso me manifestar sobre um conteúdo que é sigiloso, sobre o qual não tenho autorização para falar.  A defesa sabe de tudo que é dito nos depoimentos, mas não se pronuncia nem para desmentir nem para confirmar.”

Além do mais, somente um idiota mentiria sob Delação Premiada, sabedor de que faria inimigos poderosos de maneira gratuíta, sem conquistar benefícios, podendo ainda ter a pena agravada pele falseio de informações.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.