Ao falar sobre Tite, Roberto “da Nova” Andrade tenta “fingir” que não trabalhou com Mario Gobbi

duilio sanches gobbi roberto

Nos últimos dias, por intermédio de notinhas cirurgicamente plantadas na imprensa, o ex-diretor de futebol do Corinthians, Roberto “da Nova” Andrade, vem indicando, explicitamente, o desejo de recontratar o treinador Tite, como promessa de campanha às eleições alvinegras.

Conta, obviamente, com um surto de amnésia geral no Parque São Jorge.

A intenção do dirigente é a de demonstrar distância da gestão Mario Gobbi, que bancou Mano Menezes, e vem sendo pessimamente avaliada pelo associado e torcedor alvinegro.

Um discurso tão verdadeiro quanto o do currículo de grande empresário do ramo de automóveis, atribuído ao dirigente.

“Da Nova” é dirigente do Corinthians desde a gestão Andres Sanches, portanto, também responsável pelos problemas financeiros do clube, ocupando o cargo mais importante depois da presidência, o de Diretor de Futebol, num departamento marcado por gastos desnecessários, abusivos, até, além de negócios absolutamente mal explicados, como as contratações de Alexandre Pato, Adriano, Defederico, etc.

Era diretor, também, no período da demissão do treinador Tite, e consequente troca pelo grupo do empresário Carlos Leite, sem que tivesse movido uma palha sequer para evitar a mudança.

Difícil, agora, tentar reverter com discursos o que os fatos desmentem com clareza.

Tite sequer tem o perfil para trabalhar com dirigentes, como “Da Nova”, acusados publicamente de “ladrões” por empresários de futebol, além de indiciados criminalmente por sonegação fiscal.

Seria descartado – se contratado fosse – na primeira curva, dando lugar a alguém mais afeito aos hábitos dos referidos cartolas.

Em Tempo: Roberto “da Nova” Andrade prometeu processar o empresário que o tratou como “Ladrão”, aos berros, perante dezenas de testemunhas, no “Fielzão”. A promessa nunca foi cumprida.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.