A dura e triste realidade do futebol feminino no Brasil

fem 1

Por SULEIMA SENNA*

Um tropeço das meninas do Futebol Feminino do Brasil dentro de campo sempre foi um prato cheio para aqueles que não apreciam a modalidade, após a goleada sofrida para a Alemanha no mundial sub- 20 do Canadá, criticas machistas e comparações com o time masculino tomaram conta das redes sociais, uma grande injustiça diante do abismo imenso que separa as duas seleções.
Pelos olhos da CBF o time dos homens sempre foi visto como a galinha dos ovos de ouro, enquanto que a das mulheres, o patinho feio.

Não dar para exigir tanto de um esporte sem estrutura, sem base, sem incentivo da CBF, Federações, clubes e imprensa,
è muito fácil apontar o dedo para estas meninas e critica-las quando não se tem conhecimento da real situação da modalidade.

Discutindo o Futebol Feminino

fem 2

Na ultima semana o Museu de Futebol abriu suas portas para um debate sobre o Futebol Feminino, um evento muito representativo e importante para estruturação e reconhecimento da modalidade no país.

René Simões, técnico da seleção que conquistou a medalha de prata em 2007, debateu o futuro do esporte com representantes da secretaria de esporte da prefeitura de São Paulo , atletas e ex- atletas como Juliana Cabral, Aline Pelegrino, Erika, Gabi, (da equipe sub -20)

Infelizmente as mesmas vozes solitárias que ecoam em um vazio, pois os membros que poderiam ser os principais agentes dessa mudança, lamentavelmente não compareceram, nenhum representante da FPF, da CBF ou do Ministério do Esporte.

A crônica esportiva, com exceção da jornalista que vos escreve e da FOXSPORTS, (transmissora do campeonato brasileiro da modalidade ) nem participou nem divulgou o acontecimento, deu ainda mais razoes para que se acredite que não estão nem ai para a modalidade.

Ao longo dos anos nada foi feito para que houvesse uma mudança nesse triste cenário e aparentemente, poucos tem interesse que isso ocorra.

Mas o pontapé inicial já foi dado e essa voz não pode ser calada, pelo contrario precisa ser ecoada e as ideias discutidas transformadas em ações.

fem 3

*SULEIMA SENNA é jornalista, apaixonada por futebol, a primeira mulher a apresentar um programa de esportes no radio da Bahia. Em 2010 escreveu e publicou o livro “De Trivela e Sem Firula: Cenas de amor,Futebol e outras historias. O livro reúne crônicas que relatam historias e entrevistas com personalidades marcantes do mundo do esporte.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.