Advertisements

O “futuro” do Brasil

gallo rinaldi

O “presente” do futebol brasileiro, não apenas pela humilhação sofrida na Copa do Mundo, mas pelo que se vê, rodada a rodada no Brasileirão, é triste, sombrio, quase sem perspectiva.

Temos uma safra inteira de jogadores (excetuando-se Neymar) perdida pela falta de preparo adequado e priorização dos desejos comerciais de empresários e dirigentes.

Fazia-se necessária uma mudança de direção e comando no futebol brasileiro, mas, todos sabiam, nada aconteceria.

Ontem, dois novos vexames ratificaram ao mundo nossa mediocridade.

A Alemanha marcou cinco gols numa só etapa (dejà vu ?), contra uma Seleção Brasileira de garotas, que convenhamos, pela estrutura que possuem, sequer podem ser cobradas.

Diferentemente do constrangimento maior, um empate entre a Seleção Brasileira, formada por garotos inseridos na convocação por empresários, com a conivência e sociedade de Alexandre Gallo, contra um Catar inexistente no mundo do futebol.

Triste.

E faltam apenas dois anos para nova vergonha nas Olimpíadas e, quem sabe, pelo andar da carruagem, uma antes impossível, mas  a cada dia mais provável eliminação brasileira de uma eliminatória da Copa do Mundo.

Pior que nem assim essa gente largará o osso, espertos que são, divisores do pão e do dinheiro que compra qualquer insinuação de insubordinação.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: