Vitória americana em Natal

image

Os EUA, com um setor defensivo infernal, e absoluta objetividade no ataque, derrotou Gana, por dois a um, e garantiu três pontos importantes na Arena de Dunas.

Nem bem começou a partida e os EUA abriram o marcador, aos 29 segundos, quando Dempsey dominou bem uma bola pela lateral, invadiu a área, driblou o defensor e fez um golaço.

Atrás no marcador, Gana partiu para o ataque, mas encontrava enorme dificuldades diante da ótima marcação americana.

Aos 18 minutos, no contragolpe, Altidore quase ampliou ao completar cruzamento pela direita.

Um minuto depois, o jogador americano sentiu a coxa num pique pela esquerda e saiu contundido, provavelmente encerrando sua participação no Mundial.

Gyan, aos 29 minutos, conseguiu criar, enfim, uma jogada importante para os africanos, numa batida da entrada da área, bem defendida pelo arqueiro americano.

Depois disso, o tempo passou e a primeira etapa terminou sem maiores emoções.

Apesar de um início moroso, aos poucos, Gana ia tentando, meio sem jeito, tentar furar  o forte setor defensivo adversário.

Aos 10 e 12 minutos, Gyan criou dias grandes oportunidades, de cabeça, uma delas com intervenção difícil do goleiro dos USA.

De tanto insistir, enfim Gana conseguiu empatar a partida, aos 38 minutos, com Ayew, na saída do goleiro, após bela tabela ofensiva.

Mas a alegria durou pouco.

Brooks, aos 40 minutos, de cabeça, aproveitando-se desconfiança de escanteio, desempatou.

Dois a um.

Uma vitória importante de uma Seleção que se defende como poucos, e deve dar trabalho a um desesperado Portugal pela disputa da segunda vaga do grupo.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.