Expulsos pelo povo: o vexame do Governo no Mundial do Brasil

Dilma tem que exigir documentos de Blatter

O presidente da FIFA, Joseph Blatter, anunciou que nem ele, muito menos a presidente do Brasil, Dilma Rousseff (PT), discursarão na abertura da Copa do Mundo, daqui alguns meses.

Um vexame inominável.

Temem, é claro, vaias a manifestações populares contra seus desmandos, ações e omissões durante a organização do torneio.

Pela primeira vez na história dos mundiais, o presidente do pais sede é impedido (a) de exercer sua autoridade, ou se acovarda para não fazê-lo.

Triste, vergonhoso, mas absolutamente merecido, para um país que, como se esperava, em vez de aproveitar a experiência do mundial para evoluir, preferiu dar guarida às velhas práticas, aquelas que preenchem os bolsos de poucos em detrimento da grande maioria.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.