Advertisements
Anúncios

Corinthians paga o Pato numa das piores negociações de sua história

ronaldo ximenes 3

Em suas mídias sociais, o ex-diretor administrativo do Corinthians, André Negão, ligado a Andres Sanches, ironiza a gestão de Mario Gobbi, a cada derrota do time no paulistinha, com comentários ácidos que, invariavelmente, terminam com um questionamento, recheado de ironia: “quem vai pagar o PATO ?”

Hoje a resposta, mesmo após a troca de Pato por Jadson, com o São Paulo, continua sendo a mesma: o Corinthians.

O negócio é tão ruim para o clube de Parque São Jorge, que beira o inacreditável.

Pato recebe R$ 650 mil mensais, no Timão, enquanto o salário de Jadson é de R$ 250 mil, no Tricolor.

Ficou acertado que o São Paulo pagará ao ex-alvinegro os mesmos R$ 250 mil que arcava com Jadson, cabendo ao Timão suprir a diferença, o seja, R$ 400 mil.

Porém, o clube de Parque São Jorge terá que pagar, integralmente, o salário do ex-tricolor, R$ 250 mil, que, acrescidos dos R$ 400 mil referidos, retornam tudo, novamente, para R$ 650 mil.

Uma loucura !

Na prática, o Corinthians pagou R$ 40 milhões por um jogador, colocando-o para jogar num de seus maiores adversários, arcando, ainda com seus salários.

Em troca, receberá Jadson, um jogador inexpressivo, acima do peso, sem mercado, e que foi barrado pelo sempre exigente Muricy Ramalho por displicência com a carreira, traduzindo: “não quer nada com nada”.

Há quem diga: “mas Jadson, ao final do empréstimo, estará livre para negociar com outro clube, enquanto Pato permanecerá vinculado ao Corinthians…”.

Mas, qual é a vantagem ?

Jadson é isso ai, e terá mais de 30, daqui dois anos.

Pato, se jogar bem no São Paulo, terá dois caminhos a seguir, já que no Corinthians nunca mais pisará: ser comprado pelo Tricolor a preço de banana ou revendido para algum país menor da Europa, ou EUA, também por quantia bem inferior aos R$ 40 milhões pagos pelo clube.

Em jogando o habitual, ou seja, nada, Pato será devolvido, ainda mais desvalorizado.

Como justificar tamanha asneira ?

Basta observar as pessoas envolvidas no negócio.

Recentemente, o empresário de Mano Menezes, treinador do Corinthians, fechou um pacote para a convocação de jogadores do Shakhstar Donetsk, da Ucrânia, enquanto seu pupilo lá trabalhava, segundo informações, por US$ 3 milhões.

Jadson, incluso, que, mesmo sem a menor expressão no futebol, recebeu a camisa 10, em plena Copa América.

Essa simples história abrevia todas as óbvias colocações que seriam feitas para explicar as razões comerciais do negócio, que, evidentemente, será ótimo para poucos, mas péssimo para o Corinthians.

O São Paulo ?

Também não receberá grande coisa, mas, por R$ 250 mil mensais, que já estavam empatados em mercadoria de baixa qualidade, como diria a gíria dos “boêmios”: “coloca a camisinha, fecha os olhos, e vê no que vai dar…”.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: