Advertisements
Anúncios

Conselheiro diz que informação sobre cotas de TV da Lusa podem ter sido plantadas para evitar ação na Justiça Comum

vital lusa

Há alguns dias, a FOLHA publicou que teve acesso ao contrato de cotas de TV da Portuguesa com a Rede Globo, e que seu teor garantiria ao clube o recebimento dos valores correspondentes à Série A, mesmo estando na Série B.

R$ 20 milhões.

Valor que seria reduzido para 75% se, no ano posterior, se a equipe não conseguisse o acesso à divisão principal.

Não é o que diz o conselheiro vitalício da Portuguesa, Vital Vieira, responsável pelo Museu do clube, e que chegou até a ocupar, interinamente, a Presidência, na gestão do ex-presidente Heleno, entre os anos de 2002 e 2005.

“(..) alguns clubes como Corinthians, Palmeiras, São Paulo e outros similares fazem contrato de mais que uma temporada. Foi esse o caso do Palmeiras que recebeu este ano como estivesse na série “A”. Não foi esse o caso da Portuguesa que a Globo sempre se negou a fazer contrato mais extenso que um ano. Portanto a Portuguesa deverá receber menos na série “B”. Isso são informações que eu deduzo das reuniões do COF.”

O  trecho acima, retirado de mensagem eletrônica trocada entre o Sr. Vital e alguns associados do clube, revela que os 75% que estariam garantidos para um eventual segundo ano de Série B inexistem.

E qual seria o fator motivador da mentira ?

“Pode ser que alguém esteja “plantando” notícias desse tipo, para tentar evitar o mal maior, para eles, que seria a questão ir para a justiça comum.”, complementou, na mesma mensagem.

“Eles”, segundo entendimento deste espaço, baseado nos fatos e também em conversas mantidas com gente bem informada de bastidores, poderia, na verdade, se tratar apenas “dele”, ou seja, o presidente da Lusa, Manoel da Lupa.

O único que poderia ter algo a perder, se a Justiça decidisse investigar a fundo a verdadeira história do caso Heverton, que, envolveria viagens ao Rio, pagamentos de dívidas pessoais, acerto com advogado e nenhum pudor em lesar o clube, mesmo após já te-lo feito – ou até por isso – recentemente, num estranho empréstimo com o BANIF.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

17 comentários sobre “Conselheiro diz que informação sobre cotas de TV da Lusa podem ter sido plantadas para evitar ação na Justiça Comum

  1. Caro Paulinho, s aí pra beber um café, compra r cigarro e vislumbrei quem poderia estar por trás d toda esta confusão ( p mim eh óbvio q alguém da lusa levou muito $$):Quem estaria por trás de todo esse dramalhao digno de novela mexicana poderia ser alguém muito mais poderoso do q clubes falidos e devedores de milhões como fla, flu, lusa, e mesmo patrocinadores como a unimed… Diria assim: uma entidadepoderosaContinuo: uma entidade muito mais poderosa do q clubecos falidos… Uma entidade detentora de contratos de bilhões relacionados ao produto futebol… Entidade esta q visualiza nosso futebol unicamente como oportunidade de negócios… Entidade esta que possui contratos com todos, repito TODOSContinuo: TODOS os principais clubes do brasil… Entidade esta que nunca engoliu o regulamento de pontos corridos no brasileiro pq as audiência s são menores do q no mata mata… E seu lucro eh proveniente da audiência… Então esta entidade poderia sim estar por trás de toda esta novela (aliás uma de suas especialidades) com o objetivo de em uma unica tacada: resgatar clubes cariocas ( e aqui me refiro não apenas ao Flu + ao vasco Tb), q precisamos reconhecer trazem audiência, e ainda por cima mudar o regulamento e voltar com o mata mata. Perfeito pra esta entidade, melhor impossível. Óbvio q me refiro à rede globo abraços e parabéns pelo blog

  2. Paulinho, Porque a midia se omitiu/calou em relação a atuação de Andre Santos (sabidamente suspenso conforme diversos jornais de circulação nacional) da noite de sabado ate os jogos de domingo (e até alem, pois o escandalo so veio a tona na 3ª feira !!??!!), voce nao acha no minimo estranho? o fato do time de maior torcida do brasil ter estado exposto ao rebaixamento durante pelo menos 20 horas (momento de entrada do heverton) e NENHUM jornalista sequer comentar o fato? comentario este que evitaria com certeza a entrada do heverton em campo?Gostaria de ouvir sua opinião sobre isso…e p/ finalizar: quanto a este Manuel da Lupa, pivo do caso lusa, a cada dia surgem novas noticias que mostram o seu nivel de endividamento (e pq nao dizer de picaretagem, uma vez que suas transações financeiras pessoais parecem se relacionar intimamente com as de seu clube). vejam estas de hoje:ArrestoA Justiça determinou o arresto de imóveis do ex-presidente da Lusa, Manuel da Lupa, e do ex-vice de futebol para pagar dívidas com o Banco Baniff. Da Lupa e Iaúca sustentam que a dívida é do clube e até contrataram parecer de um famoso advogado para defendê-los. O parecer foi pago pelo clube.Sob investigaçãoA Portuguesa aparece no inquérito da Polícia Federal que apura suposto crime financeiro dos antigos executivos do Banco Baniff. O inquérito rastreou centenas de operações suspeitas, que causam prejuízo ao banco e ao Fisco. O volume total supera R$ 500 milhões. A Lusa aparece pelos empréstimos tomados pelos ex-dirigentes.fonte: http://blogs.lancenet.com.br/deprima/2014/01/03/gobbi-pode-perder-diretores-em-2014/Minha singela pergunta?Um cara desse nivel de carater e devendo milhoes e milhoes na praça nao seria capaz de vender a vaga de sua equipe na serie A e/ou melar o campeonato brasileiro 2013?Para mim, a resposta unica: Claro que SIMo que espera o MP-SP para investigar cada passo e telefonema deste senhor nos ultimos meses?quanto ao da lupa, parece que o MP-SP dorme no ponto zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzAcho que temos evidencias demais para abrir investigações DENTRO da lusa…É por ai srs promotores , nós fas do futebol queremos saber a VERDADE!!!Abraços e parabens pelo blog

  3. Caro paulinho precisamos saber quem eh o inimigo a ser enfrentado para o bem d nosso futebol… Alguns craque s d bom senso ja sabem…
    Alex critica condução do futebol brasileiro: ‘Quem cuida é a Globo. A CBF é apenas sala de reuniões’http://www.lancenet.com.br/minuto/Alex-brasileiro-Globo-CBF-reunioes_0_970703171.html

  4. Não é à toa que, não só a FLAPRESS como boa parte da mídia se “esquece” que O ERRO DA PORTUGUESA BENEFICIOU O FLAMENGO, não o Fluminense. O Flamengo dá mai$ audiên$ia pra todo$ ele$.

  5. Está pagando pela sua incompetência, pouco caso, negligencia de não acompanhar o julgamento, de escalar indevidamente o jogador, onde todos os clubes sabiam e o fizeram no decorrer do campeonato para não perderem pontos.Agora vem meia duzia de jornalistas babacas querendo defender a Portuguesa, defender de que !, querendo achar brechas numa regra que é clara para todos os clubes. ESCALAR JOGADOR SUSPENSO o clube terá PERDA DE PONTOS. Onde estes jornalistas que querem aparecer atacando a CBF e o STJD sobre este caso, eles estão certíssimos, foram justos.
    É a mesma coisa que defender um ladrão que rouba seu automóvel, e depois justificar que o cara não sabia de quem era, pegou por acaso. VAI TOMAR NO C.estes jornalistas

  6. Acho o comportamento da imprensa lamentável no caso. Não vou nem falar do comportamento parcial da imprensa e nem da omissão de diversas coisas relatadas pelo Robert, que eu não repetirei. Não entrarei no mérito de coisas que hoje são teorias da conspiração.

    A imprensa essencialmente se concentrou no seguinte fato. Portuguesa e Flamengo (Se falou bem menos desse) escalaram jogadores irregulares e a punição de ambos rebaixaria a Portuguesa e salvaria o Fluminense. 95% dos jornalistas se posicionaram contra a punição a ambos os times e falaram de proporcionalidade, que eram jogos amistosos e que era injusto rebaixar a Portuguesa por causa de um jogador que havia atuado durante 15 min (Ninguém mencionou o jogador do Flamengo que foi escalado).

    Não vou nem questionar aqui ss jornalistas atacaram o Fluminense e seus bastidores “fortíssimos”, em uma CBF que, apesar de no Rio, é presidida por paulistas e que tem como principais candidatos a sucessão dois paulistas. Inclusive, os bastidores do Fluminense seriam mais forte que os do Corinthians, que tem um prestígio enorme com a emissora que transmite o campeonato, mas mesmo assim, disputou a Série B.

    Também não questionarei os jornalistas tem o direito de ter sua opinião, de se posicionar a favor da Potuguesa, e inclusive, em seus Blogs pessoais, negar espaços a quem defende o lado contrário, como fez o Juca Kfouri em relação ao advogado do Inter, assim como não questionarei as ofensas ao torcedores do Fluminense e a instituição simplesmente pelo time estar no lugar errado e na hora errada (Sem provas de corrupção, é tudo isso que os jornalistas tem), quando qualquer clube do Brasil faria a mesma coisa que o Fluminense ou teriam talvez até maior papel ativo.

  7. A imprensa se concentrou em julgar o Fluminense, defender o lado que escolheu, e em nenhum momento alguem se perguntou como acontece um erro destes na última rodada (Na verdade dois). Ninguém procurou investigar o porque do erros. Até admitindo que os jornalistas não tenham feito essas perguntas justamente pq dentro da “ética” deles, até o julgamento no pleno, o importante era bater no Fluminense e não gastar tempo com questões que não fortalecessem o lado da lusa, muito menos gastar o tempo pensando em Flamengo, que não estaria ameaçado se a Lusa perdesse os pontos. A imprensa se preocupou mais em se portar como advogado da Lusa e pressionar o tribunal (Acho que a postura mais atrapalhou a Portuguesa que ajudou).

    Mas o pq do comentimento de um tão absurdo ninguém se pergunta. E se a imprensa investigasse a questão à fundo e descobrisse culpa do Fluminense ou de algum outro clube ?? Teria sido muito mais útil a causa da Lusinha. Apareceram diversos advogados, presidentes de outros clubes, comentaristas, todos dando sua opinião e algumas figuras chaves do caso, como o Dr. Valdir Rocha, do jurídico da Portuguesa, sequer foram entrevistados.

    Acho que a imprensa deve ao torcedor da Lusa tentar descobrir se alguém dentro da própria Portuguesa cometeu ato tão danoso contra o clube, ou até mesmo comprovar que foi um equivoco mesmo, e que foi uma enorme coincidência Flamengo e Portugesa de fato cometerem tal equivoco semelhante na mesma rodada. O Jornalista deveria ser algo mais próximo do investigador do que de juiz, promotor ou advogado.

  8. Caro Paulinho
    Excelente a coluna do jornalista Marcos caetano na revista placar de janeiro/2014, acabei de comprar… Não encontrei a coluna na internet… O título eh “a culpa eh do fluminense?”Destaco breve histórico q o autor faz sobre os anos de 96 a 99, deixando claro a não participação do Flu nos episódios que o favoreceram indiretamente, ivens mendes e Sandro hiroshi…Destaco este trecho:” a decisão de pintar um clube como malfeitor diante da opinião pública pode levar a coisas tao terríveis quanto a agressão de crianças com a camisa do time do coração”E ainda:” nós da cronica esportiva precisamos estar atentos aos riscos de tratar com a irresponsabilidade de torcedor um assunto de tamanha seriedade”Excelente texto!

  9. Puniram a portuguesa com perda de pontos, por causa de um jogador inregular, conseqüentemente a portuguesa foi rebaixada. Será que usariam o mesmo critério, o mesmo radicalismo, o mesmo castigo, se fosse um grande club, que ganhasse em campo, mais qúé apenas estivesse escalado um jogador suspenso, onde esse grande club viesse ser rebaixado, acho difícil. O futuro vai mostra, que esse rebaixamento só aconteceu, por foi a portuguesa.

  10. Odilon, com base em que os juízes deixariam de tirar os pontos (e consequentemente rebaixar) um grande clube que colocasse em campo um jogador irregular? Não haveria como, por mais que quisessem. Todos têm um nome a zelar. Os próprios advogados da Portuguesa e do Flamengo, se juízes estivessem, votariam da mesma forma que os demais.O regulamento é claro e não dá nenhuma margem para subjetividades. A única forma de se livrar da punição seria provar inocência, ou seja, que o jogador não estava irregular, o que não aconteceu em nenhum dos dois casos. Quem leu o regulamento, não precisava ser advogado, nem sequer estudante de direito, para saber, de antemão,, o resultado. Não esqueça que o próprio advogado do Flamengo, em troca de e-mails com cartolas rubro-negros, já profetizara que perderiam a causa por unanimidade e que, SE A PORTUGUESA NÃO TIVESSE COMETIDO O MESMO “ERRO”, O REBAIXADO SERIA O FLAMENGO, Portanto, resta claro que, no caso, não haveria escapatória nem para o Flamengo. Graças a Deus, para o Flamengo, que a Portuguesa resolveu cometer o mesmo erro no dia seguinte. Graças também à mídia carioca, que manteve-se em silêncio sobre o erro do Flamengo até a Lusa cometer o dela no dia seguinte. Haja Deus!!! Haja sorte!!! Haja ingenuidade!!!

  11. A imprensa clamou por bom senso na aplicação do regulamento, dizendo que os jogos eram amistosos. Mas na verdade, a aplicação “Fria” é que teoricamente impede que um clube pequeno seja punido e um grande não se cometerem o mesmo erro. Havia uma combinação maluca que rebaixava a Portuguesa e o Flmengo estava totalmente a salvo. Já imaginou se alguem argumenta isso para punir a Portuguesa, em que o jogador jogou 13 min e absolver o Flamengo, que o jogador jogou o jogo inteiro ?? Ou se a Portuguesa tivesse uns 2 pontos a menos e chances reais de cair ?? Isso sim daria margem a parcialidades.

    O Fluminense é que gerou esse estardalhaço. Se o SP ganhasse do Coritiba, o Coxa ele ficaria em 17º e não haveria metade dessa balbúrdia. Falar mal do Fluminense dá Ibope e as emissoras disputavam para ver quem mais batia no clube para atrair a audiência em uma época do ano que não tem jogos e o futebol está em baixa.

    Se fosse outro grande, o Grêmio, por exemplo, também não haveria esse estardalhaço todo também.

    Mas continuo. A ênfase toda é no Fluminense mal que ficou, na Portuguesaque caiu injustamente e ninguém se preocupa em saber como o erro foi cometido. Nenhum jornalista tem curiosidade, lembrando que o jornalista teoricamente é um curioso por natureza ?

  12. Fernando, é ingenuidade achar que a diretoria da Portuguesa iria cometer um erro ingenuo de colocar um jogador irregular na mesma rodada em que o Flamengo também colocou.

    Sabendo-se que a portuguesa tem um presidente que está endividado até a alma e com os bens blogueados na Justiça, está mais do que claro que ele recebeu por fora para prejudicar o próprio clube e resolver os seus problemas financeiros.

    É só investigar o presidente da Portuguesa, abrindo o seu sigilo bancário, e tudo vai começar a ser esclarecido.

  13. Caso Héverton: MP instaura inquérito civil contra CBF e STJD

    Promotor da área do direito de consumidor afirma que Estatuto do Torcedor está acima do Código Brasileiro de Justiça Desportiva

    08/01/2014 16h52 – Atualizado em 08/01/2014 18h10

    Héverton, pivô do caso que gerou punição à (Foto: Futura Press)

    Por Martín Fernandez
    São Paulo

    O Ministério Público de São Paulo instaurou inquérito para investigar a conduta da CBF, do STJD e da Portuguesa sobre o caso Héverton.

    O promotor Roberto Senise Lisboa, da área do direito de consumidor, afirmou nesta quarta-feira que o Estatuto do Torcedor está acima do Código Brasileiro de Justiça Desportiva. Segundo ele, a única chance de isso não virar uma Ação Civil Pública é a CBF devolver os pontos para a Portuguesa. Procurada pela reportagem, a CBF diz que não foi notificada oficialmente e por isso não vai se manifestar sobre o caso.

    O Ministério Público entende que a decisão sobre a suspensão de Héverton deveria ter sido publicada antes do jogo entre Portuguesa e Grêmio. O meia foi julgado e suspenso no dia 6, uma sexta-feira. Mas participou da partida no Canindé, no domingo seguinte, válida pela última rodada. Por conta disso, o STJD puniu a Portuguesa com a perda de quatro pontos, o que gerou o rebaixamento do clube à Série B do Campeonato Brasileiro.

    Na prática, o Ministério Público quer os quatro pontos de volta para a Lusa. Se isso acontecer, quem entra na zona de rebaixamento é o Flamengo, que também foi punido pelo STJD por escalação de jogador irregular (André Santos, em jogo contra o Cruzeiro).

    O Flamengo pode ser beneficiado da mesma ação, caso se prove que foi um caso semelhante (ao da Lusa)
    — Roberto Senise, promotor do MP – O MP entende que há fortes indícios que houve falha da CBF e do SJTD – disse o promotor Roberto Senise.

    – Há possibilidade de que não seja aplicada a perda dos quatro pontos. Essa possibilidade é bem forte no entender do Ministério Público – emendou.

    Senise ressaltou que o Flamengo também pode se livrar da punição pela escalação de André Santos. Se isso acontecer, quem cai é o Fluminense.

    – O Flamengo pode ser beneficiado da mesma ação, caso se prove que foi um caso semelhante – disse o promotor.

    – Se o Flamengo escalou um jogador sem a CBF ter informado que ele estava suspenso, então é o mesmo caso da Lusa – emendou.

    O MP pediu ainda que a CBF e o STJD prestem esclarecimentos sobre o caso nos próximos dez dias. O promotor argumenta que, por não ter sido publicada antes do jogo contra o Grêmio, a suspensão do Héverton não vale – “não existiu”, segundo ele.

    – O Estatuto do Torcedor exige que a suspensão seja publicada no site da CBF. Se não foi publicada, não existiu – disse Senise.

    A CBF terá de apresentar ao MP as súmulas dos jogos. E a Portuguesa vai ter de apresentar os documentos entregues pelos representantes da CBF quando fazem a conferência dos jogadores antes das partidas. Para o MP, se houvesse irregularidade na escalação do Héverton, isso deveria ficar claro antes do jogo.

    O MP não vai investigar a ação do advogado Osvaldo Sestário, indicado pela CBF e que representou a Portuguesa no julgamento de 6 de dezembro, quando Héverton foi suspenso. Na época, um dirigente da Lusa chegou a acusar Sestário de não informar ao clube sobre a suspensão do jogador. O promotor Roberto Senise explicou que o foco do MP é o fato de a CBF ter descumprido os artigos 34, 35 e 36 do Estatuto do Torcedor.

    O próprio MP está preocupado apenas com o efeito (Recuperar os pontos) do que com causa. Digamos que a Portuguesa e o Flamengo, recuperam os pontos jogam a primeira divisão, O Fluminense é rebaixado, e a história simplesmente Acaba !!! Se o Presidente da Portuguesa ganhou 20, 30 ou 100 milhões para esse cara ser escalado, NINGUÉM quer saber. A atuação no efeito não deveria ser excludente a uma investigação na causa. O Fluminense é apenas um clube que faria que qualquer clube no mundo faria no lugr dele. Teoricamente vilão mesmo, se existe algum, e se esse erro foi proposital, e isso ninguém quer saber…

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: