Advertisements
Anúncios

Revisando as Listas de Pelé e Rogério Ceni, o recorde será batido em…

pele ceniceni 1

Por JOSE RENATO SATIRO SANTIAGO

Desenvolver qualquer trabalho exige seriedade.

Quando falamos da história do futebol, ela também deve estar presente.

No entanto, há outras premissas básicas.

A primeira delas diz respeito ao critério.

Qualquer que seja ele, deve estar bem fundamentado.

Algumas vezes, em algo subjetivo, o “discutível” bom senso.

Infelizmente, o bom senso tem sido deixado de lado em muitos dos trabalhos relacionados a futebol.

Nos últimos anos, a história do futebol brasileiro tem levado golpes baixos e de grande impacto.

O viés de torcedor tem contaminado muito trabalhos excelentes, até então.

Profissionais sérios, infelizmente, acabaram vestindo a camisa de seus clubes em vez da camisa do historiador.

Uma pena.

Decepcionante também.

Na ultima semana veio a público de forma mais destacada o recorde que Rogério Ceni deverá bater nas próximas semanas.

Ao alcançar 1.117 jogos com a camisa tricolor, baterá a marca que pertence a Pelé.

O de jogador com maior número de atuações vestindo a camisa de um mesmo time.

Segundo listas e pesquisas levantadas anteriormente, Pelé teria vestido a camisa alvinegra em 1.116 oportunidades.

Coisas de critérios, sem dúvida.

Principalmente por isso, que torço muito pela seriedade deste levantamento.

Quanto a Rogério, verifiquei a lista atual, considerada como oficial pelo São Paulo Futebol Clube.

Até o dia de hoje, foram 1.114 partidas.

Mas há, também, um senão.

Coisas de critério, sem dúvida.

Em 19 de junho de 1995, dois dias depois de uma partida válida pelo Campeonato Paulista, o “Expressinho Tricolor” foi enfrentar um combinado formado por jogadores do Comercial e Botafogo de Ribeirão Preto.

Tratava-se de um evento em comemoração ao aniversário da cidade do interior paulista.

A vitória por 2 a 1 foi acompanhada pelo então técnico tricolor, Telê Santana.

A questão não é o fato de terem enfrentado um Combinado.

Mas que, “não foi a equipe principal do São Paulo.”

Critérios, sem dúvida…

Mas diferentemente do que aconteceu durante a Copa Conmebol, quando o “Expressinho Tricolor” representou a equipe principal e conquistou o titulo em 1994, não parece ser algo razoável juntar jogadores para participar uma partida amistosa e considerar a mesma uma partida oficial do clube.

Critérios, sem dúvida…

O São Paulo tem o direito de considerar os amistosos do “Expressinho” como oficiais, embora, cá entre nós, não sejam.

Sendo assim, para o Tricolor, Rogério Ceni irá ultrapassar o feito de Pelé em 20 de novembro na partida frente a Ponte Preta no Morumbi pela Copa Sul-Americana.

No entanto, se considerarmos como critério, partidas oficiais do São Paulo jogando com equipe principal e/ou a representando, o recorde acontecerá em 24 de novembro frente ao Botafogo do Rio de Janeiro.

Mas há controvérsias também na lista de jogos do Rei Pelé com a camisa do Santos.

Há lista que indicam 1.114 jogos em vez de 1.116.

Critérios, sem dúvida…

Sendo assim, segundo este outro levantamento, Rogério baterá o recorde em 17 de novembro frente ao Fluminense no Maracanã.

Polêmica?

Talvez.

Uma verdade é certa e comum a todos estes estudos.

Rogério baterá este recorde espetacular, um feito marcante para o futebol mundial.

Será 17, 20 ou 24 de novembro.

*Este estudo só poder ser feito graças a ajuda de dois dos maiores historiadores do futebol brasileiro, Raul Snell e Michael Serra.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

×
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: