CBF ignora VEJA e responde ao Blog do Paulinho

Novo presidente quer demitir Rodrigo Paiva da CBF

No último dia 05, a Coluna “Radar”, na revista VEJA, assinada por Lauro Jardim, informou que a CBf estava fornecendo gratuitamente aos clubes da Série B, C e D, os serviços do advogado “porta de STJD”, Osvaldo Sestário, numa relação absolutamente inaceitável de promiscuidade.

http://veja.abril.com.br/blog/radar-on-line/futebol/cbf-agrada-a-clubes-e-revolta-escritorios-de-advocacia/

A CBF estranhamente se calou.

Difícil saber se pela pouca repercussão do assunto ou se por falha do Diretor de Comunicação, Rodrigo Paiva, que deveria estar atento ao que se fala da entidade, ainda mais numa revista de tão grande tiragem.

Certo é que a pauta chamou a atenção do Blog do Paulinho, que foi atrás de novos detalhes, publicados em matéria datada do último dia 09, dois dias atrás.

http://blogdopaulinho.wordpress.com/2013/09/09/cbf-e-o-esquema-com-o-advogado-osvaldo-sestario/

E os homens da CBF enlouqueceram.

A repercussão, enorme, gerou telefonemas e emails durante todo o dia à entidade, que se sentiu obrigada a responder, em Nota Oficial.

http://www.cbf.com.br/Not%C3%ADcias/2013/09/10/Comunicado%20da%20CBF

Nota-se no teor da resposta, que Paiva ao dizer que a notícia foi publicada “num blog”, sem citar o nome “Blog do Paulinho”, teve o fígado retorcido pela cólera, fator, talvez, que tenha implicado no texto mal escrito e que tenta desmentir, sem sucesso, o que pode ser comprovado não apenas pelas súmulas dos clubes defendidos, mas também pelo desconforto dos prejudicados.

Sem contar os escritórios de advocacia, muitos deles fontes não apenas da VEJA, mas também do “num blog”, referido pela CBF.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Esta entrada foi publicada em Sem-categoria. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

9 respostas para CBF ignora VEJA e responde ao Blog do Paulinho

  1. Fred - Corinthians Beija-Flor Girls disse:

    Beija-Floraram a CBF

    Gentalha nojenta, corrupta e safada

  2. Alberto Toldo disse:

    A Policia Militar do Estado do Rio Grande do Sul, agrediu um jogador da Portuguesa, dentro do campo durante o jogo contra o Gremio e ninguém se manifesta!!!
    Viva a truculência da Policia!!
    Viva a agressao fisica a um trabalhador brasileiro!!!
    O jogador da Portuguesa, Valdomiro, é um trabalhador igual a qualquer jornalista que apanha da Policia!!!
    Viva a borrachada da Policia!!!

  3. Britolino disse:

    É, Paulinho. E o danado continua de olho aqui, huahuauhahauauh até corrigiu o texto…

  4. Papa Frangas disse:

    Deviam acabar de vez com CBF e OAB!!

  5. H@milton disse:

    Alberto Toldo Disse:
    setembro 11, 2013 às 10:19 am

    Parabéns pela sua observação!
    Ao invés de combater essas atitudes, os dirigentes do time que foi beneficiado, foi reclamar na espn e pedir a cabeça do COMPETENTÍSSIMO FLAVIO GOMES!
    Como eles se acham argentinos, tratam os brasileiros nessa truculência e agressividade e ninguém escreveu uma linha a favor do TRABALHADOR AGREDIDO DENTRO DE CAMPO, esperar o que de uma imprensa subalterna a interesses dos dirigentes, o que você ouve a respeito do TRABALHADOR MORTO NA INSEGURANZ FILIAL POMPÉIA? E DOS TRABALHADORES DA INSEGURANZ S. MATEUS? Mais nada, nem dos que se dizem jornalistas de credibilidade, verifique na grande mídia, é como se nada tivesse acontecido!

  6. Talvez o silêncio da CBF deva-se ao fato de o Pasquim do PSDB estar perdendo credibilidade junto ao povo.

  7. euclydes zamperetti fiori disse:

    CBF

    Conhecida popularmente como casa Bandida do Futebol sempre foi, continua e continuara sendo dirigida por gente merecedora deste titulo

  8. dododabahia disse:

    Paulinho
    Este tal de sestário andou “defendendo” o Vasco em várias ocasiões, foi “encestado” em todas elas, levando o meu clube a knock down.

  9. Arena Carandiru - atrust fielzão 2044 disse:

    É igual a politica e o jornalismo.
    Jornalistas destilam seu veneno sobre uns
    e calam-se sobre outros, tendo vergonhas parecidas.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.