Advertisements
Anúncios

Perguntar não ofende (ofende ?): Sobre os fundos que estão no negócio “Fielzão”

Fielzão: Corinthians terá que tomar R$ 70 milhões emprestados para pagar juros de acordos não honrados

1- Por que o FUNDO ARENA II, responsável por gerir as obras do “Fielzão” está sendo liquidado ?

2- Por que a empresa que cuida da finalização de seus trabalhos é também especialista em “massa falida” ?

3- A última reunião da empresa Arena Itaquera S/A decidiu pela liquidação do referido Fundo e a criação doutro, para ocultar os problemas da BRL TRUST, que estava com bens boqueados pela Justiça. Por que o novo Fundo ainda não foi registrado “oficialmente”, nem na CVM, nem nos cartórios ?

4- Por que o Sr. Clovis Prince do Amaral, nome designado pelo Fundo Arena II para administrar o negócios envolvendo o “Fielzão”, indicou como endereço residencial nas documentações o mesmo local em que estão localizados os escritórios das duas BRLs TRUSTs, empresas, de fato, que comandam todas as outras envolvidas no projeto ?

5- Por que o Corinthians assinou um documento denominado “PRIMEIRO aditivo ao Instrumento Particular de Compromisso de Investimento – Cotas Subordinadas Juniores”, sendo que, na verdade, tratava-se de um SEGUNDO aditivo, estranhamente não registrado em cartório ?

6- Por que a página nº 3 do referido documento foi rubricada pelo presidente do Corinthians, delegado Mario Gobbi, mesmo estando “em branco”, sem a tradicional indicação de que a mesma nada tinha escrito ?

São todos questionamentos que o Corinthians não responde a ninguém, muito menos ao nosso blog, local do qual correm como o diabo foge da cruz.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: