Advertisements
Anúncios

Repúdio à diretoria do SPFC e seus capachos, a Torcida Independente

Por RENATO RODRIGUES

A partida entre São Paulo e Internacional, a meu ver, ficou em segundo plano ontem no Morumbi.

Isso porque a noite fria e chuvosa foi marcada por um episódio lamentável e degradante em que a diretoria do SPFC, representada por um tirano, centralizador e ditador, impediu que o verdadeiro torcedor são-paulino , aquele que paga ingresso, compra camisa oficial do clube e não aceita benefícios em troca de apoio político, pudesse se manifestar.

Primeiro, a mando desse cidadão de índole duvidosa, a Polícia Militar, amparada por uma lei ridícula que exige prévia autorização para portar “perigosas” bandeiras de determinadas dimensões, retirou uma faixa estendida por nós são-paulinos com os dizeres: “Fora Juvenal, o câncer do SPFC”.

O instrumento de protesto foi retirado, mas os gritos não cessaram, pelo contrário, ganharam a força de toda a arquibancada amarela.

Na metade do segundo tempo é ocorreu um atentado à democracia.

Membros da torcida, ou melhor, facção Independente, invadiram o setor do estádio onde aconteciam os protestos e intimidaram todos que ali estavam, a fim de calar os gritos contra Juvenal Juvêncio, de quem recebem ingressos, viagens, entre outros escusos benefícios.

Os são-paulinos foram obrigados a se calar para evitar um confronto com bandidos camuflados de torcedores.

Toda a ação foi apoiada pela diretoria, que liberou os portões internos do Morumbi para que a Independente pudesse dar o seu showzinho patético.

Se o rebaixamento ajudar a reformular o SPFC e extinguir essa torcida, que certamente não apoiará o time caso venha o descenso, que venha a série B.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: