Advertisements

Pressionado por moradores e pela Subprefeitura do Butantã, São Paulo assina três “termos de cooperação”

Após insistentes solicitações dos grupos de moradores MMT e SAVIAH, a Subprefeitura do Butantã obrigou o São Paulo a assinar três “termos de cooperação” com o bairro em que se localiza a sede do clube.

Em todos o Tricolor se comprometeu não apenas a cuidar da manutenção de algumas ruas, como também a custeá-las.

O termo nº 2013-0.121.646-8 diz:

“À vista dos elementos contidos no presente, em especial as manifestações da Subprefeitura (fl. 56), da Subcomissão de Avaliação de Termos de Cooperação, da Comissão de Proteção à Paisagem Urbana, às fls. 62, AUTORIZO, nos termos do Decreto 52.062/10, a celebração Termo de Cooperação com SÃO PAULO FUTEBOL CLUBE, cujo objeto consiste na execução de serviços de manutenção, limpeza, conservação e revitalização e paisagismo na área pública localizada na praça Alfredo Gomes, no final da avenida Jules Rimet, entre as ruas Horácio Bandieri e Floriano Peixoto Santos, em local de abrangência da Subprefeitura do Butantã, possuindo área de 2.000,00 m², com a instalação de 02 placas indicativas no local.”

O de nº 2013-0.121.649-2:

“À vista dos elementos contidos no presente, em especial as manifestações da Subprefeitura (fl. 59), da Subcomissão de Avaliação de Termos de Cooperação, da Comissão de Proteção à Paisagem Urbana, às fls. 65, AUTORIZO, nos termos do Decreto 52.062/10, a celebração Termo de Cooperação com SÃO PAULO FUTEBOL CLUBE, cujo objeto consiste na execução de serviços de manutenção, limpeza, conservação e revitalização na área pública localizada entre a avenida Giovanni Gronchi e rua Corgie Assad Abdalla, em local de abrangência da Subprefeitura do Butantã, possuindo área de 11.164,60 m², com instalação de 07 placas indicativas no local.”

E, por fim, o nº 2013-0.121.645-0:

“À vista dos elementos contidos no presente, em especial as manifestações da Subprefeitura (fl. 59), da Subcomissão de Avaliação de Termos de Cooperação, da Comissão de Proteção à Paisagem Urbana, às fls. 65, AUTORIZO, nos termos do Decreto 52.062/10, a celebração Termo de Cooperação com SÃO PAULO FUTEBOL CLUBE, cujo objeto consiste na execução de serviços de manutenção, limpeza, conservação e revitalização na área pública localizada na avenida Giovanni Gronchi, entre as ruas Professor Paulo Pupo e Dona Adelina Ashcar, em local de abrangência da Subprefeitura do Butantã, possuindo área de 2.877,00 m², com a instalação de 02 placas indicativas no local.”

Em mais um capítulo das guerras judiciais travadas por representantes de moradores e São Paulo Futebol Clube, dessa vez as ONGs conseguiram, ao menos, às custas do clube, algum benefício à população.

Advertisements

Facebook Comments

27 Responses to “Pressionado por moradores e pela Subprefeitura do Butantã, São Paulo assina três “termos de cooperação””

  1. Pai Atanázio de Ogum Says:

    É terrivel!!!! Butantã só tem cobras.

  2. Carlos Almeida Says:

    Agora que a sub do Butantã abriga o Lapolla e seus seis seguidores incluindo o honorável vereador Aurélio Miguel eles vão pressionar o São Paulo de todas as formas.

  3. Lampião Says:

    Quem tem que limpar rua são os garis da prefeitura

    Butantã querendo repassar responsabilidades!

  4. André Luiz Says:

    Bom… Se isso vai deixar o povo mais feliz,que seja feito. Só espero que o JJ não empurre mais essa com a barriga.
    Só algumas obs:
    A Prç vai continuar inundando em dias de chuva forte.
    E os dois trechos da Av Giovanni G. vão continuar com seu transito infernal e o perigo constante de assaltos.
    Mas isso é só um detalhe…

  5. alex franco Says:

    A bixa véia ta com cara de brava na foto !!!!

  6. Jalim Says:

    será que os “co-irmãos” da capital tb farão esse tipo de coisa no entorno de seus estádios? aguardemos…..

  7. Marcelo Says:

    Mais estranho é que o pessoal da Saviah e MMt por coincidência é o pessoal da Sub butantã…
    Essa oposição do SP é pessima… em vez de fiscalizar o ditador JJ eles fazem de tudo para prejudicar a instituição… por isso que na ultima eleição tiveram 07 votos… são umas piadas..

  8. T.C. Says:

    o juju é uma aberração e não um cartola……. q. situação essa do SP…..

  9. Invejão 2013 Says:

    Atenção! Depois do sucesso da manifestação no Viaduto do Chá contra o Fielzão, está marcada a manifestação contra a subprefeitura do Butantã e os grupos MMT e Saviah! Participe!

  10. EU - ABSOLUTIS VERITAS Says:

    Será que o JJ “MELA BEIÇO” vai cumprir?

    Não é hábito deste clubeco cumprir o que promete, mas neste caso ele não está sozinho, tem muitos outros na mesma situação. No caso do clubeco a “coisa” fica mais clara, pois é pioneiro e mestre em não cumprir promessas, os outros apenas copiaram.

    Vide história do “7 CHAVES DA VILA SÔNIA”.

  11. INVEJÃO 1910 Says:

    COMENTEM ISSO AQUI CORINTIANOS TROUXAS E DEIXA DE FALAR DOS OUTROS,BANDO DE FOFOQUEIRAS!!

    O Corinthians já dá como certo o enorme prejuízo com o empréstimo a preço fixado do zagueiro Marquinhos para a Roma, da Itália.

    Difícil saber se por incompetência ou por pura malandragem para beneficiar intermediários, já que ambas as práticas são habituais na atual gestão alvinegra.

    Certo é que, segundo registro da Confederação Italiana, a Roma pagou 3 milhões de Euros ao Corinthians pelo jogador, estando em vias de revende-lo por quantia semelhante a 35 milhões de Euros.

    Bem diferente da mentira escandalosa contada no programa Mesa Redonda, da TV Gazeta, pelo diretor adjunto de futebol, vulgo Duílio do Bingo, o mesmo que teve prisão solicitada pela PF por compra de sentença de juízes, formação de quadrilha e crimes diversos.

    O “bingueiro” disse que o Corinthians vendeu Marquinhos por 5 milhões de Euros, valor diferente do declarado oficialmente nos registros italianos.

    A não ser que o dirigente alvinegro, num possível lapso de memória, ou escorregada do que não deveria ser revelado, tenha computado a diferença do que, eventualmente, deve ter sido pago por fora.

    Ou seja, 2 milhões de Euros de “taxinhas”, dinheiro que obviamente não conhecerá o caixa do Parque São Jorge.

  12. Diego Says:

    Eu moro no Butantã essa subprefeitura não me representa, quem tem a obrigação de limpeza e conservação de vias é a Prefeitura e suas subs

  13. Fred Says:

    Responsabilidade pra cuidar de ruas, revitaliza-las e custeá-las??

    Isso é trabalho da sub prefeitura

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Q absurdo!!

    Queria q a sub prefeitura de Itaquera tenha tanto rigor assim com as Galinhas

  14. valdeir souza Says:

    sub prefeitura corrup-ta sem vergonha, não faz nada e essas associações estão junto com ela, vergonha….

  15. Marcelo Says:

    3 oposições sem vergonhas.
    Palmeiras vive de criar polemicas na imprensa para desestabilizar o time.
    Corinthians.. vive de criar polemica em cima da honestidade das transações e ou dirigentes.
    São Paulo vive tentando prejudicar o clube juridicamente.

  16. Fernando Borges Queiroz Says:

    Paulinho, boa tarde.

    Tenho acompanhado seu blog a bastante tempo.
    Entendo que queira polemizar e também que dá espaço tanto ao São Paulo como às ditas associações de moradores.

    Eu só gostaria que você comentasse o FATO de que este bairro, a 60 anos atrás não existia e que esta área da cidade de São Paulo valorizou e cresceu também pelo fato do São Paulo Futebol Clube ter tido a coragem de se mudar para um local até então remoto e inabitado, levando sua sede social e construindo seu estádio de futebol neste local.

    Caso você se interesse, pesquise um pouco e verá que os adversários tiravam sarro e diziam que seria o “Maior Estádio Deserto do Mundo, Saara Futebol Clube”.

    Até acho que os moradores locais têm o direito de reivindicar melhores condições e tudo o mais, mas convenhamos, o CLUBE JÁ ESTAVA LÁ quando adquiriram suas propriedades.

    Eu não entendo até hoje esse ódio generalizado em relação à instituição aliás, até entendo, pois as pessoas não tratam os clubes como rivais, e sim como INIMIGOS!!!

    Eu só gostaria de poder ter notícia se estas pessoas que fazem isso também fariam se fosse contra o estádio Corinthians, que sabemos a maneira como está sendo construído, ou se é apenas pelo fato de não serem torcedores do SPFC.

    Gostaria ainda de dizer que admiro seu trabalho e que espero que continue assim e não se perca como tantos outros que já foram grandes jornalistas, mas que se deixaram cegar por interesses econômicos em benefício próprio ou de outrem!!!

    Um grande abraço!!!

  17. Carlos Says:

    “Maior Estádio Deserto do Mundo, Saara Futebol Clube”: parece que a previsão está se confirmando, pois quando inaugurarem as novas arenas daqui a alguns meses (a Allianz e a “outra”) é isso que vai acontecer com o Abandonadão do jd, Leonor.

    Aliás, aproveitado… e a cobertura, já ficou pronta? Era pra 2011, depois pra 2012, depois pra 2013… e aí?

    Ah, entendi… não tem maluco que queira enfiar dinheiro pelo ralo pra bancar essa obra que não dá retorno… afinal, esse estádio será esquecido… poxa, que pena, hein?

  18. Roberto Lemos Says:

    Hoje moradores do entorno de Itaquera comemoram a construção do estádio e valorização de suas propriedades, com o passar do tempo vão reclamar dos transtornos causados pelo mesmo, vai entender, mas como bem lembrou o Fernando Borges era uma região deserta só mato como era também o Aeroporto de Congonhas que sofre do mesmo problema pois o barulho atrapalha os moradores da região, que se fosse um país sério jamais teríamos construções em seu entorno..

  19. CARLÃO Says:

    BOBAGEM, O SPFC NÃO CUMPRE NADA QUE PROMETE. ATÉ HOJE NÃO CANALIZARAM O ESTÁDO MAIS PORCO DO MUNDO, QUE PROMETERAM AO JUÍZ RESOLVER E CANALIZAR NO TEMPO MAIS BREVE POSSÍVEL E O CORREGEDOR NADA FAZ.

  20. ROBERTO MANDROVANNI Says:

    E tudo isso é culpa do Corinthians.

  21. Pedro Says:

    Me parece muito bom e justo !!!! So q tem q fazer com todos os clubes a começar pelo buraco de Itaquera e em seguida o Parmera !!!! Q ai sim vai ficar sensacional !! Pau q da em Jose da em Joao tambem !!! Ou o blog nao concorda ????

  22. Carlos Almeida Says:

    Ao sr. Fernando Queiroz (1,57 hs.). O pior é que a maioria é não só torcedor do São Paulo como conselheiros (alguns vitalícios) do clube. O que já perdeu na justiça parece que é palmeirense e o diretor daquela grande construtora enrolada não sei para quem torce.

  23. Fernando Borges Queiroz Says:

    Caro Carlos (julho 16, 2013 às 2:33 pm), por acaso você entendeu? Acho que não. Sugiro que leia o comentário novamente, deixando de lado a paixão clubística.
    Já que, pelo que aparenta, é palmeirense, o que você acha então das dificuldades impostas pela prefeitura à liberação das licenças para a reconstrução do Palestra?

    O pior cego é aquele que não quer ver.
    Abs.

  24. Anderson (SPFC) (@luizpires01) Says:

    MORAM PRÓXIMOS DO ESTÁDIO, PQ QUEREM, QUANDO O ESTÁDIO SE INSTALOU NO LOCAL, NÃO HAVIA NADA LÁ! A MESMA COISA ACONTECE COM O PACAEMBU!

  25. dreamer Says:

    C FOR PARA A OBRA DO MORUNBI SAIR DEFINITIVAMENTE DO PAPEL QUE SEJA.

  26. Marcelo Kaja Says:

    Muitas empresas fazem isso em muitas praças da Cidade, em troca a empresa coloca placas publicitárias, que normalmente tem esses dizeres: “Empresa TAL mantem esta área”. É isto que o SPFC vai fazer, não tem nada de MMT e SAVIAH nesta história.

  27. Rafael Says:

    É o fim da picada!!!

    Enquanto o Corínthians, que não é dono do próprio dinheiro e de seus bens e tem um bilionário patrimônio negativo, mama a vontade nas tetas do Estado, o São Paulo FC, que é dono de seu próprio dinheiro, de seus vários bens e está no azul por mérito e de forma honesta, é descabidamente obrigado a custear a correção da incompetência do Estado quando é o clube brasileiro que mais paga tributos!!!

    Daqui a pouco vão extinguir o São Paulo FC, pagar todas as suas dívidas com os patrimônios e dinheiro de seus conselheiros e repassar gratuitamente todos os bens e dinheiro do clube ao Corínthians sob a justificativa de atender a interesse público emergencial.

Deixe uma resposta


%d blogueiros gostam disto: