Jornalismo brasileiro é nivelado por baixo pelas próprias empresas

É opinião quase unânime, não apenas no meio jornalístico, como também entre o público consumidor de notícias, que o padrão intelectual da imprensa diminui a cada ano.

Se antes, textos de enorme qualidade davam ainda mais relevância ao que era noticiado, hoje em dia, qualquer notinha de duas linhas ocasionam tristeza e desinteresse aos leitores.

Os tempos mudaram, e, se nos áureos momentos da profissão especialistas eram chamados a escrever sobre o assunto que dominavam, agora cabe a qualquer despreparado, bastando ter diploma na mão, seja por mérito ou pelo fato de ter empurrado o curso com a barriga, para tecer seus comentários e realizar matérias sobre o que pouco domina.

Para piorar a situação, as principais empresas jornalísticas do país tem se utilizado de uma “malandragem” que pode até poupar alguns trocados, mas ataca impiedosamente a credibilidade do veículo, conseguida a duras penas pelo suor dos antigos profissionais.

A moda agora é dispensar jornalistas experientes, mas que, pelo tempo de casa, mesmo não ganhando o que merecem, são considerados caros, pelos estagiários de comunicação das péssimas faculdades nacionais.

Nada contra dar oportunidade aos iniciantes, pelo contrário, desde que para isso não sejam colocados nos lugares dos mais experientes.

Esse tipo de ação faz o estagiário ser cobrado pelo que ainda não pode dar, e o órgão de imprensa fornecer ao público bem menos do que a notícia renderia.

E o círculo vicioso é: contrata-se o estagiário a preço de banana e, quando este começa a aprender o ofício, precisando, por lei, ser efetivado, é dispensado do emprego para dar lugar a outro iniciante.

Acaba por se condenar o profissional da imprensa a trabalhar apenas no período de faculdade, tornando sua colocação posterior cada vez mais dificultada.

Quase impossível.

O público, que antes consumia as publicações para ler comentários do articulista preferido, hoje vê periódicos sem profundidade, quase sempre desconhecendo os autores dos artigos.

Salvo, evidentemente, uma ou outra exceção, que acaba por segurar a onda do jornal, com duas ou três páginas de qualidade, e dezenas de embromação.

Se as empresas não mudarem a política do nem sempre bom, mas barato, procurando, aos menos, manter os ex-estagiários mais qualificados, em breve, a surra que estão levando da internet será impossível de ser, ao menos, equilibrada.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Esta entrada foi publicada em Sem-categoria. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

18 respostas para Jornalismo brasileiro é nivelado por baixo pelas próprias empresas

  1. marcos disse:

    Concordo contigo, eu era leitor do Lance! , todo dia comprava um exemplar …. Existia colunistas como Armando Nogueira, Juca kfouri gente que dava prazer ao leitor ao ler suas colunas …. hoje eu vou ler uma coluna de uma pessoa que eu nem conheço ?? prefiro ficar com a minha opinião …. Além de oferecer alguma informação em seus sites na internet sabe o que acaba prejudicando as vendas destes jornais nas bancas ?? Os Blogs … eu leio diariamente blogs de alguns jornalistas ( alguns por admiração e respeito ao seu trabalho, outros só pra ver até onde vai os delírios de uma mente ” fértil ” ) enfim na minha opnião a mídia impressa esta com os dias contados .. eu mesmo faz tempo que não compro um jornal …

    Abraços

  2. Claudio disse:

    Eu ainda sou um raro assinante do jornal Folha de São Paulo e posso verificar o tanto desinteressante que é a leitura de um jornal, contradições, falta de embasamento dos textos, títulos que não batem com o conteúdo, manipulação de opnião, enfim.

    E para piorar, alguns provedores de internet também já estão seguindo a mesma linha.

  3. Nave Espacial Allianz 2014 disse:

    Por falar em Nivelado…
    A Torcida do VERDÃO é Nivelada por Cima, quem tem BOM GOSTO, quem gosta de LUXO, Torce Pro VERDÃO…
    Tá explicado porque o Palmeiras bate RECORDE vende Milhões de Camisas e produtos oficiais todo ano..
    Imagina com o Monumento Allianz Parque no Centro de São Paulo, nossa torcida vai DUPLICAR Fácil….

    PESQUISA DA GLOBO SOBRE TORCIDAS 2013, INTERIOR DE SÃO PAULO:

    Mas as surpresas não
    param. De acordo com a
    variável “renda”, não há
    empate: ninguém pode com
    os palmeirenses. Nada
    menos que 32,4% da
    população que aufere mais
    de R$ 6.200 é adepta do
    Verdão. Ao contrário de
    algumas constatações
    anteriores, eis um índice
    fora da margem de erro. O
    Corinthians registra 23,5%,
    seguido pelo São Paulo
    20,6%. Chama atenção o
    baixíssimo quantitativo de
    santistas mais abastados
    (2,9%).

  4. Frank Cruz disse:

    O problema, em minha opinião, é fruto de um ajuste natural que o jornalismo está passando. O público hoje que começa a ter acesso ás notícias é fruto de uma “geração twitter”, acostumada a textos curtos. Hoje, os veículos apresentam parágrafos mais curtos, aproximando a construção do texto jornalístico à do texto publicitário. A questão é que, para “enxugar” os textos, estão omitindo detalhes e explicações sobre os temas. Torna-se cada vez mais rara a nota explicativa, onde o leitor pode realmente coletar dados e formar sua opinião sobra algum assunto. As notícias hoje apenas registram os fatos, logo, não precisam de muito cuidado em sua redação, por isso, a dispensa de jornalistas experientes, capazes de redigirem um texto completo, e a contratação de recém formados, mais baratos e adequados às notícias que, digamos, apenas apresentam os assuntos. Com o tempo, a tendência é voltarmos a ter notas mais detalhadas, nem que sejam como diferenciais complementares nos veículos mais sérios. Até lá, o jeito é acompanhar as fontes de informação (jornalistas) em que confiamos em seus blogs (a internet fechou uma porta, mas abriu outra).
    Abraços

  5. Barge disse:

    Isso é Fato !!!
    a mediocridade que eu já nem perco o tempo de ver.
    alias jornalismo de verdade tem 1 ou 2 neste pais o resto é lixo.

  6. Carlitus disse:

    Ao fato muito bem exposto no texto, acrescento mais dois, para completar o vergonhoso momento vivido pelo jornalismo brasileiro.
    a) O “jornalismo” militante que tomou conta das redações. Gente bovinizada pelo estrabismo marxista só consegue ver o mundo pela luneta do esquerdismo. B) Os donos de jornais toleram todas as desonestidades intelectuais praticadas por esses picaretas da informação com receio de perder as gordas verbas publicitárias oriundas do petismo que assola o país. Diante disso tudo, não tenho dúvidas em afirmas: a chamada grande imprensa, com raríssimas exceções, são atualmente, agentes da desinformação. Agentes que contribuem para aumentar e perpertuar a ignorância em nosso pais.

  7. Carlos Xará disse:

    É lamentável o que vem ocorrendo. A lógica de mercado é implacável: se a maioria o público não tem visão de conjunto (porque não tem o hábito da leitura de textos inteligentes; porque tem mentalidade adolescente apesar dos vinte, trinta, quarenta anos de idade; porque não consegue levantar os olhos do próprio umbigo), fazer jornalismo de qualidade é pregar no deserto, e o prejuízo é certo.
    Discordo, respeitosamente, da opinião do sr. Claudio. Sou assinante da FSP e considero o jornal um oásis: pluralidade de opiniões e articulistas de nível, quer me afine ou não com o teor de seus textos. Que eu saiba, é o único que ainda tem um ombudsman sério, independente (ao menos na minha avaliação, proveniente de algumas trocas de correspondência ao longo do tempo). É claro que também há falhas, nada é perfeito, mas a distância com relação à mídia digital, em geral, é imensa. Este blog é exceção quanto ao blogueiro, que faz jornalismo sério e corajoso (embora não isento de críticas, às vezes). Já alguns participantes são dose pra leão, mas ao menos servem para dar audiência…

  8. luiz disse:

    Olá Paulinho, pelo menos na minha área, a jurídica, isso também ocorre, grandes escritórios mandam embora funcionários com razoável tempo de casa e contratam jovens em menor quantidade inclusive, que pelo entusiasmo inicial não percebem que após o período de maturação (no começo é legal, bem vindo, boa sorte, etc.) terão de fazer o serviço que 3 ou 4 faziam anteriormente, e mais, intelectualmente falando, os novos utilizam o trabalho deixado nos HDs pelos mais antigos, pegam os “modelos” e fazem tudo a “toque de caixa”, sabedores de que os magistrados não tem tempo para ler questões pacificadas e julgam sem atentar aos detalhes de cada caso, que podem ser semelhantes, mas nunca iguais, as desculpas sempre recaem nas “despesas com o pessoal”, mas os excessos da cúpula são sempre desmedidos, moral de história???? ou monta o seu ofício ou vai “camelar” para alguém. abcs

  9. cabello disse:

    Essa prática de mercado têm sido aplicada em praticamente todas as áreas.

    Venho testemunhando de perto a falta de interesse dos universitários em sua própria área, além do défice de intelecto dos mesmos. Pra piorar a situação, as universidades (especialmente as particulares) promovem políticas veladas de aprovação automática desses alunos, sendo eles lançados no mercado. E pra fechar o caixão, as empresas estão abrigando “profissionais de nível superior” que na verdade são analfabetos funconais.

  10. cabello disse:

    *funcionais

    (corrigindo)

  11. Fred disse:

    Esse bonequinho de 4 q ilustra o post seria uma alusão ao Quesada ou ao Portuga do estádio 97??

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  12. Sou Corintiano Corrupto e Pilantra disse:

    So existe um caminho no momento para a midia, piorar.

  13. Keys disse:

    Bom, pelo visto nos comentários da galera aí e também no dia a dia de todo mundo, sabemos que isso está acontecendo em diversos setores….mas no fundo mesmo, a resposta é uma só: toda empresa tem que dar margem, lucro para que os sócios no final sejam compensados com bônus cada vez maiores….a qualidade pouco importa, o que importa é o balanço no final do mês apresentar margem dentro da meta e o sócio assim ganha o bônus….menos profissionais em nível intermediário que ganham bem, fazem um bom trabalho mas cutucam os sócios em cima e aí por serem uma ameaça são demitidos. No lugar deles entram estagiários com fome de trabalho, ganhando relativamente pouco. Menos custo, mais lucro, mais bônus para o diretor que acabou com a qualidade do serviço prestado pela empresa que ele trabalha mas gera uma margem fantástica para os sócios…esse cara é o bom profissional pois no final das contas é o cara que dá resultado, ou seja, dá lucro. Vence que dá mais lucro. Hoje em dia é isso que vale, o que importa a qualidade se tudo é encarado como número no final?????

  14. APAZ disse:

    Paulinho mais uma vez o PT entra em ação: contratar o estagiário tem vários benefícios para a empresa ao efetivá-lo tem vários desdobramentos como aumento do salario, encargos mais benefícios e etc. Se o governo desse isenção para a admissão do estagiário por dois anos pelo menos de alguns encargos e no final desse período esse agora funcionário tivesse estabilidade de mais dois anos, dessa feita com os encargos, seria fácil manter essas promessas. Se após o período de isenção fosse demitido, a empresa teria que recolher “à vista” todos os encargos dos dois anos!
    Agora esse tal de menor aprendiz… qual o fdp que arrumou essa ideia? ganham como empregado, com benefícios, “trabalham” 4 horas, não aprendem nada nesse período (raríssimas exceções) e temos que manter um determinado “números” desses aprendizes. Pura politicagem! Vá saber se os pais trabalham?!

  15. MARCOS oliveira disse:

    OS ÚNICOS JORNALISTAS, EM Q TENHO, O PRAZER DE LER SUAS COLUNAS, COMENTÁRIOS ETC… É, O JUCA KFOURI, MAURO BETING, MAURO CÉSAR PEREIRA, PVC, RENATO MAURICIO PRADO, PAULO CÉSAR VASCONCELOS,JORGE KAJURU, QUANTO, AOS Q, EU JÁ MAIS IRIA PERDER MEU TEMPO SERIA EM PRIMEIRO LUGAR, O MAU CARÁTER DO NETO, QUESADA E OUTROS NOJENTOS SEM CREDIBILIDADE QUE ME FOGEM A MEMÓRIA NO MOMENTO, O MILTON NEVES TÁ MAIS PRA COMEDIANTE, DIZEM POR AÍ, TER ELE DESVIO DE CARÁTER, SE TEM, Ñ SEI!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  16. dreamer disse:

    ULTIMAMENTE TV PRA MIN SO SERVE PRA JOGAR VIDEO GAME E VER JOGO DE FUTEBOL POR QUE DE RESTO E SO LIXO EXEMPLO:JOGO ABERTO SO SABE FALAR DO CURINTIA,DENILSON UM PALHAÇO QUE C ACHA,RENETA FAN NAO SABE NADA DE FUTEBOL UM LIXO

  17. dreamer disse:

    ESQUECI DE FALR DO LIXO MAXIMO DO JORNALISMO ESPORTIVO COSME RIMOLI ESSE EU CONSIDERO LIXO NUCLEAR KKKK

  18. luis fernando disse:

    antero greco o melhor.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.