Advertisements

O “amistoso” que o Santos jogou sem saber

A diretoria do Santos precisa ficar atenta ao contrato nº 045/2013, fechado entre a Prefeitura de Itajobi/SP e a Kauê Eventos & Produções de Shows Artisticos Ltda.

Por ele, pagou R$ 7,8 mil à empresa por uma partida do que se apresentou como a equipe “másters” do Peixe no Município.

Há quem diga que os proprietários da referida “organizadora”, ORGENIRIO PAULINO DE MENEZES e PAULO CESAR DE MENEZES teriam ficado com o dinheiro, sem que nada fosse repassado ao clube.

Que, segundo fonte, sequer foi comunicado do amistoso.

Não teria sido a primeira vez.

Nem será a última, se nenhuma providência vier a ser tomada.

Advertisements

Facebook Comments

One Response to “O “amistoso” que o Santos jogou sem saber”

  1. Alex Franco Says:

    Tomou balão do Orgenirio, pobre Ponte da baixada, q dó, q dó….

Deixe uma resposta


%d blogueiros gostam disto: