Advertisements
Anúncios

Felipão não quis correr riscos na Copa das Confederações

Nem Kaká, muito menos Ronaldinho Gaúcho estarão na Copa das Confederações.

Um deles, ao menos, era dado como certo.

No geral, a convocação foi interessante, dentro do quadro atual de jogadores do futebol brasileiro, que não é animador.

Dos três goleiros, Julio Cesar e Cavallieri eram certezas, Jefferson, com justiça, conquistou a última vaga.

Na zaga, Thiago Silva e David Luiz são indiscutíveis, Dante é uma boa promessa, diferentemente de Rever, que é pior do que alguns que ficaram de fora.

Nas laterais, Daniel Alves e Marcelo devem ser titulares, enquanto Jean e Filipe Luiz, que aproveitaram as oportunidades em convocações anteriores, são bons reservas.

Dos volantes, Fernando e Paulinho formam a base, que deverá ter a disputa entre Luis Gustavo e Hernanes numa possível formação com três volantes.

Jadson e Oscar parecem ter definido seus lugares no meio campo, ou, em caso de armação mais defensiva, um deles, demonstrando que Felipão aposta em meias rápidos e que também ajudem na marcação, razão pela qual Kaká e Ronaldinho dançaram.

Com Neymar garantido no ataque, a luta será árdua entre Hulk, Lucas, Bernard (que tomou a vaga do ótimo Osvaldo), Leandro Damião e Fred.

Vantagem, a meu ver, para o avante do Fluminense, porque Felipão gosta de homens de área, função executada por Fred melhor do que Leandro Damião.

Destaque ainda para o patético pronunciamento de Jose Maria Marin, implorando para que os jornalistas não fizessem perguntas fora do assunto Seleção Brasileira, temeroso, obviamente, do que poderia ocorrer na coletiva.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

×
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: