Advertisements
Anúncios

Pelé nos arquivos do DOPS

A Ditadura brasileira investigou o maior jogador de futebol de todos os tempos, Pelé, que também tem sua ficha nos arquivos do DOPS.

Era o prontuário nº 4.311.

Entre informações investigadas, está a de que Pelé teria adquirido, através de Érico Oliveira, da Rede Globo, 30% sobre os 60% que o dirigente do Santos, Vasco José Faé, mantinha sobre a rádio Clube de Santos.

Há também reportagens do jornal A Tribuna, datadas de dezembro de 1973, que falam sobre dois possíveis atentados a Pelé, além do Boletim de Ocorrência de um dos episódios.

Imperdível.

pele 1pele 2

pele 3pele 4pele 5pele 6

pele 7pele 8

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

8 comentários sobre “Pelé nos arquivos do DOPS

  1. Pelé que deixou Sandra morrer à minguá, vale tanto quanto essa corja no poder.
    Será que a comissão da meia verdade vai investigar o atentado terrorista?

  2. O grande problema dos Brasileiros, principalmente da nova geração é que a grande maioria simplesnente acredita tudo que a mídia sensacionalista e parcial diz seja no campo esportivo como no campo social e político. Um bom exemplo é sobre a década de 70 a qual o povo chama de um periodo de trevas como se nessa época todos vivessem igual uma Cuba, União Sovietica ou até mesmo uma Korea do Norte da vida onde não havia liberdade e fica usando argumentos de morte e perseguição como se a maioria tivesse passado por isso.

    Esse velho esquema das “vitimas” da ditadura como FHC, Lula, José Dirceu de convencer o povo que sofreram realmente para os mais inteligentes já está manjada e todos sabem que não passaram de farsantes. Fingiam ser do povo, mas na verdade tudo que queriam era o poder e o dinheiro.

    O argumento de falta de liberdade é a mais fraca uma vez que até essas “vitimas” tinha liberdade de viajar, negociar e fazer turismo no país e no exterior. Meu tio viajou tanto pra cá e nenhum PM veio dizer “senhor está proibido de viajar”.

    A estorinha sobre coisas de fora estar proibido de vir ao Brasil é pura mentira uma vez que músicas do exterior vinha para o Brasil desde antes dessa época. Músicas de Jimy Hendrix, Beatles, Johnny River e tantos da época eram vendidos em lojas tranquilamente sem PM encher o saco.

    Enfim, liberdade de passear, ouvir músicas, ver filmes de boa qualidade, frequentar estádio, bailes, e escolas tinha. O tão chamada censura política não foi uma mal para aqueles que estavam satisfeito com vinha de inocente na tv, mas para os que queriam ver coisas nada a ver que era imoral, aí sim a censura não era boa pra eles.

    Não defendo a idéia de rigidez adotado por militares no caso de morte e perseguição( a qual foi uma minoria), porém, muita coisa que se fala por ai prova mais ser de pessoas que só ouviram falar na escola ou de filhos de perseguidos que se conclue um exagero. Em outras palavras, teve prós e cons durante esse regime, porém, o pessoal ignorante prefere somente dar ouvidos a imprenssa simpatizante dos politicos “honestos” da atualidade ignorando obras, projetos, situação da época.

    Para falar desse e outros periodos a pessoa tem que estudar, pesquisar e realmente aprofundar no assunto e não somente ler livros de história aprovados pelo governo atual e sair acreditando.

  3. Lendo o que um idiota escreveu acima, tem que se aproveitar um dos seus trechos “Para falar desse e outros períodos a pessoa tem que estudar, pesquisar e realmente aprofundar no assunto……,’. Temos que concordar com que ele escreveu, pois o próprio demonstra uma ignorância cavalar ou jumenticia, tenho minhas dúvidas, mas o que se afere é que ele realmente nunca leu nada, nem de um lado nem de outro e a gente entende pela tendência que ele tem aos assassinos de brasileiros. A gente não se cansa aqui de ler sobre Herzog, e o cego não enxerga, ou melhor não quer. Como diria o Rei da Espanha “porque não te cala”?

  4. No interior nem havia ditadura.
    Perguntem pra alguém do interior de SP, de outros estados, se sofreram algo da ditadura.

  5. Asiático, não se meta onde não conhece. Você deve ter a mesma opinião do Ahmadinejad, que não houve torturas aos Judeus ou que também o genocídio em Sarajevo foi mentira, Pinochet é seu ídolo etc. Continue falando de futebol, que talvez seja o máximo que seu cérebro alcance.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: