Advertisements
Anúncios

Libertadores: São Paulo tropeça na altitude, perde de virada para o Bolivar, mas se classifica. Grêmio vence nas penalidades

Enquanto teve fôlego, o São Paulo fez o que quis com a fraquíssima equipe do Bolivar, em plena altitude de La Paz.

Logo aos 2 minutos, Luis Fabiano abriu o marcador, de cabeça, aproveitando cobrança de escanteio criado pelo próprio em jogada anterior.

Aos 15 minutos foi a vez de Jadson marcar, em contragolpe rápido do Tricolor, aproveitando-se do desespero adversário.

Osvaldo, que parecia jogar à nível do mar, até então, tamanha a disposição apresentada, ampliou aos 34 minutos.

Porém, com o passar do tempo, os efeitos de La Paz começaram a comprometer o futebol são-paulino, que passou a tocar mais a bola, poupando a equipe.

Os bolivianos, todos no ataque, diminuíram o marcador, ainda na primeira etapa, através de Ferreira.

No segundo tempo, absolutamente consumido pelo cansaço, vítima da crueldade de jogar em condições tão adversas, o Tricolor simplesmente parou de jogar futebol, passando a assistir a correria dos bolivianos.

E o empate não tardou a acontecer, com dois gols de Cabrera, um aos 13 minutos e outro aos 24 minutos.

Mesmo sem a menor possibilidade de perder a classificação, com a vitória de cinco a zero conquistada no Morumbi, o São Paulo passou a contar os minutos para o termino do martírio, tentando evitar ao menos a derrota.

Mas não deu.

Em cobrança de penalidade, o Bolivar, através de Ferreira, marcou o quarto gol, de uma virada histórica para os bolivianos.

Após o apito final, os jogadores do São Paulo devem ter imaginado que, na próxima fase não apenas terão que jogar novamente em La Paz, como enfrentarão o The Strongest, bem melhor do que o Bolivar.

Uma lição para, quem sabe, a equipe dosar melhor a maneira de atuar no gramado, sem correr demais apenas num tempo, sabedora de que inevitavelmente o ar vai faltar após o intervalo.

Já o Grêmio, em partida disputadíssima na Arena, conseguiu, com gol de Elano, aos 17 minutos do segundo tempo, vencer a LDU por um a zero.

Resultado que levou a disputa da vaga para as penalidades.

Destaque negativo, antes disso, para a queda do alambrado do novo estádio durante a comemoração sempre inconsequente de torcedores gremistas em foma de “avalanche”, premiando seis gremistas com ferimentos leves.

Poderia ter sido bem mais grave.

Nos tiros livres diretos, deu Grêmio, por cinco a quatro .

André Lima, Wilian José, Pará, Vargas e Alex Teles converteram suas cobranças.

O Grêmio se classificou, fugiu do vexame da eliminação antes da fase de grupos, mas terá que melhorar muito para conseguir chegar mais longe nessa disputadíssima Libertadores da América.

Uma missão e tanto para seu treinador, o “pofexô” Luxemburgo, criminoso condenado a um ano de meio de prisão por falsidade ideológica.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
Powered by
%d blogueiros gostam disto: