Advertisements
Anúncios

Os empresários sorriem e preenchem os bolsos no Cruzeiro

Ângelo Pimentel sorri com Fred, por quem o Cruzeiro terá que pagar R$ 10 milhões ao Galo

Donos do futebol do Cruzeiro, os agentes de jogadores Ângelo Pimentel, Anderson Nassrala e Carlinhos Sabiá, sócios do diretor da Raposa, Itair Machado, responsáveis, entre diversos negócios, por trazer seus próprios atletas ao clube – caso de Bruno Silva, ex-Botafogo, tem por hábito emprestarem dinheiro de terceiros condicionando pagamento aos contratos de seus agenciados.

O grande problema, além da questão moral, é que raramente quitam as pendências.

Uma das vítimas é a empresa JB FACTORING de Belo Horizonte.

Com o Contrato de Direitos Econômicos do atleta Ronielson da Silva Barbosa, o Roni em mãos, Angelo Pimentel e Anderson Nassrala tomaram dinheiro emprestado da empresa, que exigiu em garantia, além da promessa de repasse de quantia após venda do jogador, a assinatura de Nota Promissória no valor de R$ 113 mil, com vencimento em 06 de abril de 2015.

Coincidentemente, o mesmo período em que o Cruzeiro contratou o atacante.

Vale a pena relembrar que Roni quase foi incluído, recentemente, na nebulosa negociação de Bruno Silva entre Cruzeiro e Botafogo.

Após calote, a JB FACTORING ingressou na Justiça para executá-los.

Da mesma forma Ângelo Pimentel pegou dinheiro emprestado com a JB FACTORING (R$ 132 mil) e deu um cheque seu como garantia com vencimento em 08/04/2015 (dois dias após o vencimento da promissória de Nassrala).

O cheque foi depositado, e claro, voltou, sustado com contra ordem de pagamento.

Outra “vítima” deste grupo foi o Sr. Carlos Cezar de Faria Gonzaga.

Ângelo Pimentel, também, usou o mesmo contrato, dos Direitos Econômicos de Roni, para tomar mais dinheiro, desta vez do pai do atleta Chiquinho, aquele mesmo que, conforme revelado recentemente pelo Blog do Paulinho, foi vítima do quarteto Itair, Ângelo, Nassrala e Sabiá para conseguir o contrato profissional com o Cruzeiro, em 2009.

Pimentel pegou R$ 32.000,00 e não pagou.

Outro que deu canseira no Sr. Carlos Cezar de Faria Gonzaga foi Carlinhos Sabiá.

Ainda tentando consertar o negócio de Chiquinho, em 2009, Sabiá assinou confissão de dívida, em 26 de fevereiro de 2016, fornecendo como garantia o contrato de representação que tinha com o atleta Bruno César Pereira da Silva, o Bruno Silva do Botafogo.

       

Por conta dessa gente, acostumada a negócios obscuros, o Cruzeiro se meteu a pagar uma fortuna para o jogador Fred, ocultando, a princípio, a necessidade de quitar R$ 10 milhões de multa ao Atlético/MG, sendo obrigado, diante da verdade – que sempre aparece depois, a emitir nota oficial, durante esta semana, confirmando a pendência.

Resultado de imagem para anderson nassrala

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: