Advertisements

Barcos e o “amor” de R$ 500 mil

É inquestionável que o jogador Barcos, do Palmeiras, no exercício de sua profissão, se doou integralmente à equipe e merece ser realmente reverenciado pelo torcedor.

Porém, após a exposição pelo triste presidente do Palmeiras, Arnaldo Tirone, de que para manter o argentino no elenco teve que aumentar seus vencimentos para R$ 500 mil mensais, mais do que o dobro que recebia antes, em contrato que ainda não havia terminado, percebe-se que o “amor” do jogador pelo clube, descrito em vídeo publicado pelo próprio, recentemente, é nenhum.

Pior ainda é percebermos que pelo contrato assinado, o novo vínculo, até 2016, é apenas para inglês ver.

Há uma clausula que obriga o Verdão a negociá-lo em caso de proposta que o jogador julgue interessante para o próprio, no meio do ano.

Ou seja, Barcos jogará a Liberadores, que é o que realmente lhe interessa, e chutará o clube ainda no início da Série B.

Tirone, banana, como dizem os torcedores, e temeroso após o rebaixamento, aceitou tudo, de joelhos, pensando não no clube, mas na salvação política dele próprio e dos que o cercam.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: