Advertisements

Rosenberg conseguiu desagradar religiosos e ateus com “Corinthianismo”

O Blog do Paulinho comentou, ontem, a lamentável iniciativa do primeiro ministro do Corinthians, Luis Paulo Rosenberg, de instituir ao torcedor alvinegro o “culto do sofrimento”, através da criação marqueteira de uma suposta religião apelidada “corinthianismo”, em alusão a “cristianismo”.

Na mesma ação, o cartola decretou o fim da “República Popular do Corinthians”, outra de suas amalucadas contribuições:

A religião do Corinthians já tem seu “Edir Macedo”

Poucas vezes se viu repercussão tão negativa,

Rosenberg conseguiu desagradar católicos, evangélicos e até os ateus, que, nas mídias sociais, não apenas criticaram a ideia como, em alguns casos, prometeram boicote aos produtos que vierem a ser lançados.

Os objetivos de campanhas de marketing ligadas a clubes de futebol são claros: angariar torcedores, ampliar a arrecadação e posicionar a marca da agremiação de maneira positiva e relevante.

Qual destes o Corinthians conseguirá atingir ao misturar, indevidamente, futebol e religião ?

Mentor do Plano Cruzado quando assessorava José Sarney e do confisco da poupança do Governo Collor, Rosenberg, o “Edir Macedo do Parque São Jorge”, que no âmbito privado auxiliou na quebra do banco Panamericano – pela qual foi apenado com oito anos sem poder operar no mercado financeiro – segue superando-se em iniciativas ineficientes, que, de tão amalucadas, mais parecem saídas de uma sessão de LSD ao som de Lucy in the Sky With Diamonds.

Advertisements

Facebook Comments

2 comentários em “Rosenberg conseguiu desagradar religiosos e ateus com “Corinthianismo””

  1. Achei essa campanha sensacional, parabéns Corinthians!
    O clube tem direito de criar a sua religião.
    A religião é explorada há milhares de anos e usada para enriquecer e cometer atrocidades, não vejo ninguém reclamar, mas porque é o Corinthians querem implicar.

    Meus 15 mandamentos:
    1 – Sou um ser pensante, portanto, não acredito em religião;
    2 – Religião estimula ódio e intolerância;
    3 – Não barganho com divindidades;
    4 – Para entender a si mesmo é preciso pensar por si mesmo;
    5 – Pequenas Igrejas, grandes negócios;
    6 – Jamais deixe seus filhos a sós com um padre, muito menos serem coroinhas;
    7 – Mente laica, mente lúcida;
    8 – Se começa com “P”, desconfie: padre, pastor, pároco, pontíficie, papa, patriarca, prelado, prior, pardeal, parcebispo, ponsenhor, pônego, papelão, piácono;
    9 – Pessoas religiosas tem sonhos ruins;
    10 – Pregador… só aceito o de roupas;
    11 – Nações com alto índice de desenvolvimento humano não crêem em religião;
    12 – Religião é para os medrosos e fracos de espírito;
    13 – Mentes fracas precisam que alguém pense por eles;
    14 – A humanidade inventou milhões de deuses e milhares de religiões. Por que o seu é o verdadeiro?
    15 – A fé não move montanhas, mas coloca montanhas onde antes não existia nenhuma.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: